in

Ubuntu 20.04 LTS vai melhorar experiência OEM a partir do instalador

Isso deve facilitar a instalação de um Kernel atualizado.

Ubuntu 20.04

A inicialização da mídia de instalação do Ubuntu 20.04 LTS em um dispositivo Ubuntu “OEM certificado” pode gerar uma experiência diferente em comparação à execução do Ubuntu em um sistema não certificado pela Canonical. Assim, a promessa é que a experiência OEM a partir do instalador vai melhorar no Ubuntu 20.04 LTS, que chegará no final de abril próximo.

Ubuntu 20.04 LTS vai melhorar experiência OEM a partir do instalador

Ubuntu 20.04 LTS vai melhorar experiência OEM a partir do instalador

 

Os desenvolvedores do Ubuntu estão trabalhando na verificação de dispositivos certificados conhecidos no momento do gerenciador de inicialização do GRUB, usando um módulo SMBIOS. A verificação das cadeias de identificação do dispositivo em relação aos seus dispositivos certificados conhecidos pode levar à inicialização de uma experiência com certificação OEM. Essa experiência pode incluir o uso de um kernel Linux mais recente comparado ao que é fornecido pelo Ubuntu. Para sistemas mais novos certificados pelo Ubuntu que foram adicionados após o lançamento, isso ainda pode ser verificado no momento da instalação com as atualizações do APT.

Enquanto o Ubuntu 20.04 terá o Linux 5.4 por padrão, a experiência com certificação OEM pode incluir a inicialização (e a instalação) de um kernel mais recente baseado no Linux 5.5 ou 5.6. Além disso, esta opção mais recente do kernel não será apresentada aos usuários em sistemas não certificados.

Ubuntu 20.04 LTS vai melhorar experiência OEM a partir do instalador

Ao executar o instalador do Ubuntu em um sistema “OEM Certified”, o plano é também ativar os respectivos arquivos de pacotes OEM do Ubuntu. Sendo assim, pacotes adicionais devem ser oferecidos no momento da instalação.

Mais detalhes sobre esses planos de OEM certificado do Ubuntu através deste post na lista de discussão. Basicamente, está agregando melhorias adicionais para beneficiar os usuários que executam o hardware certificado Ubuntu OEM, que pode recorrer à reinstalação do Ubuntu em uma data posterior. Portanto, com essas alterações, melhoraria drasticamente sua experiência. Isso beneficiará principalmente os sistemas Dell XPS Sputnik e outros hardwares certificados.