in

Ubuntu agora roda em Apple Silicon

Corellium está disponibilizando seu código Linux para M1 gratuitamente.

Código do Kernel do OProfile previsto para remoção no Linux 5.12

Os desenvolvedores da empresa de virtualização ARM Corellium conseguiram colocar o Ubuntu 20.04 em execução no novo Mac Mini com Apple Silicon; e já está sendo descrito como “completamente utilizável”!

Mesmo Linus Torvalds não estava convencido de que o suporte ao Linux no M1 apareceria em breve. Ele disse:

…o principal problema com o M1 para mim é a GPU e outros dispositivos ao redor dela, porque é provavelmente o que me impediria de usá-lo porque não teria nenhum suporte para Linux.

Ubuntu agora roda em Apple Silicon

Não que Torvalds estivesse totalmente errado. O suporte a GPU é de fato um ponto de conflito atual no esforço Linux para M1 da Correllium. Ele (ainda) não inclui suporte a GPU, o que significa que o manuseio de “gráficos” é feito por meio de renderização de software.

Ubuntu agora roda em Apple Silicon
Os desenvolvedores da empresa de virtualização ARM Corellium conseguiram colocar o Ubuntu 20.04 em execução no novo Mac Mini com Apple Silicon.

Uma iniciativa separada para fazer engenharia reversa/criar um driver gráfico compatível com o Linux para chips M1 do zero está em andamento por meio do projeto Asahi Linux, que é liderado pelo desenvolvedor que trouxe o Linux para o PS4.

É muito cedo para os entusiastas do Linux em geral correrem e comprarem um produto da Apple com um chip M1, especialmente com a intenção de rodar o Linux nele? Sim! E se você já possui um?

Bem, a Corellium está disponibilizando seu código Linux para M1 gratuitamente sob uma licença de código aberto no GitHub. Eles também pretendem disponibilizar o máximo possível do trabalho.

OMG! Ubuntu!

como-instalar-o-kdenlive-um-editor-de-video-no-ubuntu-linux-mint-fedora-debian

Como instalar o Kdenlive, um editor de vídeo, no Ubuntu, Linux Mint, Fedora, Debian

GNOME 40 Beta lançado para teste público!

Ubuntu 21.04 será lançado com GNOME 3.38 em vez do GNOME 40