in

Um dos criadores do mouse morre aos 91 anos

A Microsoft e a Apple podem agradecer ao trabalho de Bill English em relação ao mouse na década de 1980.

Um dos criadores do mouse morre aos 91 anos

O cientista Willian Bill English, um dos responsáveis pela criação do mouse, morreu aos 91 anos de idade. English é considerado um dos principais engenheiros que ajudou a criar o mouse e revolucionou a maneira de mover imagens em uma tela. A informação é do jornal The New York Times que aponta insuficiência respiratória como a causa do falecimento.

O engenheiro norte-americano juntou-se ao co-criador de mouse de computador Douglas Engelbart no Stanford Research Institute (SRI) em 1960 para ajudar a construir um protótipo do computador de hoje. Naquela época, isso consistia de uma, mais precisamente uma “caixa marrom com botões”, ou mouse, que permitiu ao usuário controlar objetos em uma interface de tela. 

De acordo com o New York Times, o inglês entendeu os conceitos por trás da visão de Engelbart para um futuro computador que Engelbart lutou para articular em uma época em que as informações ainda eram armazenadas no papel, como cartões perfurados.

Um dos criadores do mouse morre aos 91 anos

Segundo Bill Duvall, um colega da SRI, o inglês era um solucionador de problemas “que fazia tudo acontecer”. Ele desempenhou um papel fundamental no que ficou conhecido como ‘A Mãe de Todas as Demonstrações‘, feita em 1968 em que Engelbart usou um vídeo em tela dividida para mostrar os movimentos do mouse controlados à mão de um lado, e um cursor na tela acompanhando aqueles movimentos do outro lado. 

“Não sei por que o chamamos de mouse”, disse Engelbart. “Às vezes peço desculpas. Começou assim e nunca mudamos.”

Um dos criadores do mouse morre aos 91 anos

English estava nos bastidores produzindo o vídeo, aparentemente usando um projetor do tamanho de um carro pertencente a um laboratório da NASA. Naquela época ele mostrou um conceito do que viriam a se tornar os computadores da Apple e Microsoft nos anos 80 do século passado. English também usou os esboços de Engelbart de um mouse de computador para construir o dispositivo em meados da década de 1960.

Uma sugestão para o dispositivo ser chamado de mouse era porque o cursor na tela, chamado CAT, parecia perseguir o caminho do dispositivo em uma superfície física. 

No início dos anos 70, English juntou-se ao famoso Palo Alto Research Center (PARC) da Xerox, onde levou ideias do oNLine System (NLS) da SRI para a máquina Alto, que influenciaria os primeiros computadores Macintosh da Apple e os PCs Windows da Microsoft.

ZDNet