in

Valve quer derrubar suporte para o Ubuntu 19.10

Tudo isso depois que a Canonical resolveu acabar com ISO’s e todo o suporte à arquitetura de 32 bits.

Valve admite erro ao descartar um relatório de vulnerabilidade grave

Quem usa o Ubuntu para jogar já começa a se preocupar. Após o Wine colocar em dúvida se vai permanecer como aplicativo para Ubuntu a partir da versão 19.10, agora foi Valve que acabou de tomar uma decisão ainda mais incisiva. Assim, a Valve quer derrubar suporte para o Ubuntu 19.10. Portanto, as coisas estão começando a ficar cada vez mais confusas, depois que a Canonical anunciou o fim do suporte a 32 bits do Ubuntu 19.10 em diante. Assim, a Valve agora se pronunciou.

Falando no Twitter, o especialista da Valve, Pierre-Loup Griffais, disse:

O Ubuntu 19.10 e versões futuras não serão oficialmente suportados pelo Steam ou recomendados aos nossos usuários. Vamos avaliar maneiras de minimizar a quebra de usuários existentes, mas também mudaremos nosso foco para uma distribuição diferente, atualmente TBD.

Com esses dois problemas pela frente e o risco de uma debandada grande, é possível pensar que podemos ver uma reviravolta acentuada da Canonical. Sem o Wine e a Valve a distro passará por sérios problemas. De qualquer maneira, o dano foi feito.

Valve quer derrubar suporte para o Ubuntu 19.10

A resposta seca e direta da Valve não deveria ser surpresa. A Canonical claramente não pensou muito sobre como isso afetaria a área de trabalho. Certamente parece que a Canonical também não falou com desenvolvedores o suficiente primeiro. Faltou comunicação?

Talvez isso dê à Valve um foco renovado para desenvolver o SteamOS? Curiosamente, a Valve está financiando um trabalho no KWin (parte do KDE).

Muitos usuários já falam em mudar de distro muito em breve. Porém, não há nenhuma informação concreta qual será o caminho trilhado pela Valve.

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Novo Windows Terminal da Microsoft está disponível

Novo Windows Terminal da Microsoft está disponível

Canonical corrige a regressão do kernel do Linux 4.15 no Ubuntu 18.04 LTS e 16.04 LTS

Petição tenta pressionar Canonical a rever fim do suporte a 32 bits