in

Vídeos representarão 1,9 zettabytes de tráfego na internet este ano

Isso equivale a 200 bilhões de horas de exibição na Netflix.

Vídeos representarão 1,9 zettabytes de tráfego na internet este ano
Imagem: freestocks | Unsplash.

Em um relatório publicado pela empresa Omdia (Conectando os pontos: principais oportunidades estratégicas em um mundo pós-COVID-19) prevê que vídeos representarão até 1,9 zettabytes de tráfego na internet este ano (12% acima da previsão anterior à COVID-19).

Isso equivale a 200 bilhões de horas de exibição na Netflix. Mesmo em 2021, quando a Omdia espera que as restrições diminuam, o tráfego será até nove por cento maior do que o previsto anteriormente, pois vídeos fazem parte do novo normal.

Vídeos representarão 1,9 zettabytes de tráfego na internet este ano

John Rakowski, vice-presidente de estratégia da LogicMonitor, disse que, com o aumento do trabalho remoto, como resultado da pandemia, as empresas estão sendo forçadas a garantir tempo de atividade para seus funcionários e consumidores:

Seja um membro da equipe que hospeda uma videoconferência via Zoom ou usando outros aplicativos em nuvem, como o Microsoft Office 365, a disponibilidade se tornou sinônimo de desempenho e a mais valiosa mercadoria comercial digital. No entanto, muitas empresas ainda estão sofrendo interrupções de TI a um ritmo alarmante.

Vídeos representarão 1,9 zettabytes de tráfego na internet este ano
Mesmo em 2021, o tráfego será maior pois vídeos fazem parte do novo normal. Imagem: jeferrb | Pixabay.

A pesquisa da Omdia mostra que esse problema provavelmente ficará muito pior e, portanto, é importante que as empresas lembrem que nenhuma empresa é imune. De fato, é importante que as empresas estejam preparadas para o novo normal.

Isso permite às equipes de TI antecipar problemas de desempenho antes que se tornem críticos ou corrigi-los mais cedo, se ocorrerem. Como resultado, há melhor gerenciamento e desempenho de serviços críticos de TI para usuários internos e externos.

Por fim, Rakowski disse:

A adoção estratégica de plataformas de monitoramento inteligentes e unificadas ajuda as empresas a evitar interrupções dispendiosas e a cumprir seus compromissos com os clientes – os quais serão críticos no mundo pós COVID-19.

Fonte: Fudzilla

Leia mais:

Coronavírus: como a Internet está lidando com todo o seu tráfego extra

Escrito por Leonardo Santana

Profissional da área de manutenção e redes, astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.