Como instalar programas/pacotes .tar.gz, tar.bz2, tar.xz no Linux

Aprenda a instalar programas/pacotes diretamente do código fonte!

Aqui mostraremos como instalar programas/pacotes em formatos não convencionais, ou seja, aqueles que estão em formatos diferentes de .deb ou .rpm. Veja como instalar programas/pacotes em .tar.gz, tar.bz2, tar.xz em qualquer distro Linux.

Atenção

As distros Linux possuem ótimo suporte especialmente as mais convencionais como Ubuntu, Fedora ou OpenSUSE, mas, às vezes, não encontramos programas/pacotes específicos ou queremos uma versão mais recente. Por isso que quando não encontramos o programa nos repositórios de nossa distro Linux, podemos encontrar ele no site ou git do projeto, geralmente ele vem empacotado como .tar.gz, tar.bz2, tar.xz.

Aqui falaremos e mostraremos como proceder com a instalação de programas/pacotes que não estão em .deb ou .rpm que são estranhos para alguns, os programas/pacotes em .tar.gz, tar.bz2, tar.xz lembrando que procedimento serve para qualquer distro Linux.

Extensões mais comuns

Temos programas/pacotes que estão em .tar.gz, tar.bz2, tar.xz e alguns em .sh entre outros formatos vamos falar brevemente de cada um e mostrar como você vai realizar a instalação.

.tar o que é?

Antes de explicar como instalar vamos explicar brevemente o que é o .tar quem é novo no Linux acaba se assustando quando busca um programa para instalar e acaba achando um arquivo .tar diferente do .zip ou .p7zip um arquivo .tar não é um programa que foi compactado como muitos locais acabam falando, .tar não é um compactador de arquivos!

Mas então do que estamos falando? De um arquivador! A diferença é que um programa que está em .tar possui vários arquivos menores que permitem sua instalação.

Curiosidade: o tar significa tape archive, uma lembrança dos tempos das fitas magnéticas.

bz2, gz e xz?

Como dito acima o .tar não é um compactador e sim um arquivador para sistemas Unix dos quais o Linux é o mais famoso hoje em dia embora reunir arquivos menores possa ser útil, compactar facilita e muito.

Neste cenário aparecem o bz2,gz e xz são eles os compactadores no mundo Linux temos tar e um compactador combinado por isso encontramos .tar.bz2 por exemplo.

Exemplo e explicações

No Linux temos um grande apoio que é o man! Trata-se do manual ele costuma vir na maioria das distribuições no Ubuntu, Fedora,OpenSUSE,Arch tem então possivelmente você já o tem instado.

Para acessar o manual do tar e dos compactadores usados em conjunto basta no terminal digitar

man tar

No caso do .tar.bz2 por exemplo o comando para extrair é:

tar -jxvf nome do arquivo terminado em .tar.bz2

Se for tar.xz o comando será:

tar -Jxxvf nome do arquivo terminado em .tar.xz

E caso seja tar.gz:

tar -zxvf  nome do arquivo terminado em .tar.gz
Vamos usar aqui o jed um editor de texto que em seu site se encontra em tar.bz2
Simples, basta no terminal após fazer o download ir até onde ele foi baixado vamos supor que foi em Downloads.
cd Downloads
tar -jxvf jed-0.99-19.tar.bz2

Você pode deixar ele onde ele está ou mover para outro local, geralmente na partição /opt:

sudo mv jed-0.99-19/ /opt/
Leia sempre como instalar, geralmente será o arquivo de texto INSTALL, observe se existe mais de um as vezes programas/pacotes multiplataforma deixam mais de um arquivo INSTALL.

Aqui acontece esta situação portanto no terminal já na pasta do jed:

nano INSTALL.unx
Só ler e seguir as instruções.
Leitura feita instalou as dependências recomendadas e exigidas?
./configure
Algumas vezes pode ocorrer algum erro neste caso leia o guia de instalação geralmente INSTALL ou o README.

Foi o caso que aconteceu ao fazer o procedimento, após ler o INSTALL encontramos que o comando a ser dado caso o ./configure não funcione é:

./configure --prefix=/usr/local --with-slang=/goodies/lib

Após isto:

make
make clean
sudo make install

Preciso instalar os pacotes .tar.gz, tar.bz2, tar.xz no /opt?

Se você pesquisar verá que instalar programas/pacotes .tar.gz, tar.bz2, tar.xz no diretório opt é uma recomendação pois o mesmo fica acessível para outros usuários.

No caso de só você utilizar seu computador poderia sem problemas deixar em qualquer lugar.

Só que deixando em /opt ou até mesmo no /usr/local você consegue ter uma organização melhor.

Não consegui instalar os pacotes .tar.gz, tar.bz2, tar.xz no Linux e agora?

Nem toda instalação de um pacote .tar.gz, tar.bz2, tar.xz feita na unha dará certo de primeira, por isso a importância de ler o guia de instalação que vem com o programa em alguns casos pode não ter, mas terá no site oficial.

Observe ainda as dependências que são pedidas, pode acontecer de sua distro não ter as mesmas daí temos 2 opções: Ou você baixa e instala o que está faltando ou espere o programa chegar até sua distro.

Geralmente as principais distribuições Linux e em especial o Ubuntu e derivados já possuem os principais programas/pacotes em seus repositórios e mesmo distros que não possuem contam com apoio da comunidade para trazer programas/pacotes que o público solicita. Mas, enquanto você espera, você pode continuar instalado os pacotes .tar.gz, tar.bz2, tar.xz de forma fácil no seu Linux, esta é a ideia central, descomplicar e fazer com que você possa instalar seus aplicativos prediletos sem esperar tanto este ser disponibilizado nos repositórios oficiais de sua distribuição.

No entanto é uma  prática que ajuda a entender como a coisa funciona

Comentários