Categorias

o-android-13-tem-codinome-interno-vazado-a-aposta-agora-e-a-sobremesa-tiramisu

Android

Games

Notícias

Tutoriais Linux

Vídeos

Notícias

20/06/2019 às 08:12

10 min leitura

Avatar Autor
Por Claylson Martins

49% da população mundial ainda não tem acesso à internet

49% da população mundial ainda não tem acesso à internet

O famoso relatório Internet Trends está de volta em sua edição de 2019. Este dossiê especialmente apreciado no mundo anglo-saxão é o trabalho do fundador da Bond Capital e do ex-general Kleiner Perkins, Mary Meeker e sua equipe. Ele é publicado desde 1995 e analisa as tendências mais importantes do mundo da internet durante o ano passado, mostrando as tendências do que virá no futuro próximo. E o relatório mostra que 49% da população mundial ainda não tem acesso à internet.

Sobre o Internet Trends 2019

Esta é uma apresentação de 333 slides em que são abordadas várias questões que dizem respeito à internet. Falamos sobre:

  • gastos com publicidade na Internet;
  • a incidência de segundas telas;
  • a importância de jogos interativos;
  • modelos de assinaturas;
  • ou a grande importância que dados e personalização terão para inúmeras empresas;
  • e seu relacionamento com os clientes.

O relatório Tendências da Internet é considerado “a Bíblia do Vale do Silício” por sua capacidade de influenciar o mundo tecnológico.

Abaixo os dados que mais chamaram a atenção neste relatório que você pode consultar em sua totalidade no site da Bond Capital.

Mais da metade da população do planeta está conectada à internet

 

49% da população mundial ainda não tem acesso à internet

A principal conclusão da chamada “Bíblia do Vale do Silício” é que mais da metade da população mundial está conectada à internet. Especificamente, cerca de 51% das pessoas do planeta.São nada menos que 3 bilhões e 800 milhões de pessoas. Este valor representa um aumento de 2% em relação a 2017.

Uma das principais formas de acesso à Internet no mundo são os telefones móveis inteligentes e a diminuição de suas vendas em escala global é notada no crescimento das conexões , que caíram cerca de 6% em 2018. Essa redução, em parte , também é devido à análise que a maioria das pessoas que estão procurando se conectar já se conectou.

Publicidade na Internet aumenta seus gastos

O relatório Tendências da Internet 2019 revela que os gastos com publicidade na Internet aumentaram 22% no total no último ano completoum pouco acima do crescimento registrado em 2017, que foi de 21%.

Domínio tecnológico e comércio eletrônico continuam ganhando importância

49% da população mundial ainda não tem acesso à internet

Pelo menos no início de junho, sete das dez empresas mais valiosas do mundo em capitalização de mercado eram empresas de tecnologia. Especificamente, a lista é organizada da mais para menos valiosa. Então, temos: Microsoft, Amazon, Apple, Alphabet, Berkshire Hathaway, Facebook, Alibaba, Tencent, Visa e Johnson & Johnson.

Na lista completa que reúne até trinta empresas, podemos ver como o domínio das empresas americanas é absoluto. No entanto, encontramos Alibaba, Tencent e ICBC da China, Nestlé e Roche da Suíça e Royal Dutch Shell da Holanda, Samsung da Coréia do Sul.

Por outro lado, o relatório destaca que o comércio eletrônico responde por 15% das vendas no varejo. Mesmo assim, seu crescimento diminuiu em 12,4% no primeiro trimestre em relação ao ano anterior. No entanto, continua a superar o comércio varejista não digital, que cresce apenas 2%.

Passamos mais tempo no celular do que na televisão. YouTube e Instagram crescem

Crianças 403582 1280

Em 2019, o tempo médio diário que os usuários dedicam ao celular ultrapassou o gasto na televisão. Portanto, foram 226 minutos dedicados ao celular em comparação aos 216 minutos dedicados à televisão, de acordo com o relatório.

No próximo slide, podemos ver o uso de diferentes plataformas. Então, veremos como o YouTube e o Instagram crescem em uso.  As estatísticas são lideradas pelo Facebook, YouTube, WhatsApp, WeChat e Instagram.

Por outro lado, em comparação com a televisão tradicional, o vídeo em plataformas digitais, websites etc representa 28% do tempo de visualização diário. É claro que esses números são para os Estados Unidos, embora possam revelar uma tendência global.

Mais privacidade e maior preocupação com conteúdo nocivo na rede

Outro fato que nos impressiona é que, no primeiro trimestre deste ano de 2019, 87% do tráfego global da web foi criptografadoUm valor importante, especialmente se compararmos com 53% no primeiro trimestre de 2016. Isso corresponde ao alto interesse dos usuários em proteger suas comunicações na rede e seus dados.

Igualmente revelador é que está se tornando cada vez mais difícil combater o conteúdo nocivo, como você frequentemente vê cada notícia sobre o assunto. Entre outros dados, o relatório destaca que 42% dos americanos receberam chamadas ofensivas através da rede ou 32% tiveram acesso a disseminação de falsos rumores online. Além disso, observa-se que um dos principais problemas é a radicalização de opiniões em sites como o YouTube. Da mesma forma,  a promoção da polarização política.

No Brasil, 67% têm acesso à Internet

No entanto, neste caso, a pesquisa é realizada pelo Ipea. A pesquisa aponta que homens das classes A e B são os maiores consumidores de conteúdo digital no Brasil. Os dados são de 2017. Porém, só agora divulgados pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br). Por sua vez, este faz parte do Comitê Gestor da Internet no Brasil. São 120 milhões de brasileiros, acima dos 10 anos, com acesso à Internet.

No entanto, a pesquisa também afirma que a Internet no Brasil reproduz desigualdades do mundo real.

Fonte

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.