in

A polícia do Reino Unido está usando IA para prever quem pode se tornar um criminoso violento

O modelo foi desenvolvido para ajudar a informar quem deve receber intervenções de apoio que reduzam o risco de cometerem crimes no futuro.

A polícia do Reino Unido está usando IA para prever quem pode se tornar um criminoso violento
Imagem: Reprodução | The Next Web.

A polícia do Reino Unido está usando inteligência artificial, ou IA, para identificar futuros criminosos em um piloto de um sistema que o governo deseja implementar em todo o país.

Dessa maneira, o sistema usa um algoritmo de machine learning para prever quais criminosos de baixo nível em um banco de dados de 200.000 criminosos provavelmente cometerão crimes de “alto dano” no futuro.

Além disso, a pontuação de risco já é usada operacionalmente para avaliar a probabilidade de reincidência de indivíduos. O novo sistema “procura fazê-lo de uma maneira muito mais rigorosa e confiável”, lê a ata de uma reunião de 2019 do Comitê de Ética do Comissário de Polícia e Crime de West Midlands.

A polícia do Reino Unido está usando IA

O modelo foi desenvolvido para ajudar a informar quem deve receber intervenções de apoio que reduzam o risco de cometerem crimes no futuro. Por exemplo: treinamento no trabalho, apoio à saúde mental e tratamento do uso de substâncias e álcool.

A força da polícia de West Midlands desenvolveu o sistema com 9,5 milhões de libras (US$ 12,3 milhões) em financiamento do Ministério do Interior. Este, por sua vez, deseja lançá-lo em todo o país assim que os testes forem concluídos.

A polícia do Reino Unido está usando IA para prever quem pode se tornar um criminoso violento
O modelo foi desenvolvido para ajudar a informar quem deve receber intervenções de apoio que reduzam o risco de cometerem crimes no futuro.

O superintendente Nick Dale, líder do projeto, disse ao jornal Sunday Telegraph:

O uso de análises avançadas no policiamento nos permite fornecer intervenções oportunas para impedir a criminalização e o prejuízo para as pessoas. Porém, está sujeita a um exame rigoroso e transparente.

Relatório pede novas regras sobre análise no policiamento

O esquema da polícia de West Midlands foi destacado em uma nova auditoria do uso da IA pela polícia britânica por pesquisadores do think tank do Royal United Services Institute. A auditoria foi encomendada pelo Centro de Ética em Dados do governo do Reino Unido.

O relatório revelou grandes preocupações legais e éticas sobre o crescente uso da análise de dados pela polícia e disse que orientações nacionais oficiais sobre o uso de algoritmos no policiamento são urgentemente necessárias.

Além disso, recomendou que uma avaliação de impacto integrada, cobrindo proteção de dados, direitos humanos, precisão, eficácia e outros requisitos legais, fosse realizada. Portanto, isso aconteceria no início de qualquer novo projeto de análise policial para justificar sua implantação.

Fonte: The Next Web