in

As velocidades do 5G são ótimas, mas elas têm um custo

Uma estação base 5G típica consome até duas vezes ou mais a energia de uma estação base 4G.

As velocidades do 5G são ótimas, mas elas têm um custo
Imagem: Reprodução | Phone Arena.

A revolução 5G pode ter muitas virtudes fora de suas vantagens de velocidade (como a capacidade de manter muito mais conexões em uma torre ou estação base que o seu distribuidor 4G típico e muito menos latência que seu antecessor, o padrão 4G LTE), mas consome muita energia. Neste artigo, entenda por que as velocidades do 5G são ótimas, mas têm um custo.

As velocidades do 5G são ótimas, mas elas têm um custo

Com isso, não queremos dizer que a bateria e os recursos do seu telefone sejam mais pesados, embora isso seja descaradamente verdadeiro. O modem 5G de chips de sistema emblemáticos como o Snapdragon 865 ainda está bonito e separado do chipset móvel e requer muito mais antenas em todo o dispositivo à medida que o sinal de banda alta não consegue penetrar nem mesmo na palma da mão.

Esses fatores combinados contribuem para a natureza de maior consumo de energia da conectividade 5G no lado do telefone, mas, curiosamente, há uma tendência semelhante no lado da oferta, ou seja, torres e estações base.

As velocidades do 5G são ótimas, mas elas têm um custo
Uma estação base 5G típica consome até duas vezes ou mais a energia de uma estação base 4G.

Alto consumo de energia

Quanto exatamente? Bem, de duas a quatro vezes o consumo de energia; especialmente em áreas urbanas densamente povoadas que exigem estações base a cada 300 metros mais ou menos. A análise é cortesia de Matt Walker, da MTN Consulting (via Fierce Wireless), e ele prevê que o 5G aumentará os custos operacionais da rede. Ele disse:

Estimamos que as empresas de telecomunicações gastem em média de 5 a 6% de suas despesas operacionais em custos de energia. Com a mudança para as redes de acesso móvel 5G, haverá uma pressão crescente nessa proporção.

Uma estação base 5G típica consome até duas vezes ou mais a energia de uma estação base 4G. A disparidade pode aumentar em frequências mais altas, devido à necessidade de mais antenas e uma camada mais densa de células pequenas. Os recursos de computação de borda necessários para oferecer suporte ao processamento local e novos serviços de Internet das Coisas (IoT) aumentam o uso geral de energia da rede. O ponto principal é que, em um mundo cada vez mais 5G, as empresas de telecomunicações enfrentarão um crescimento significativo em suas contas de energia. Para resolver esse problema, as empresas de telecomunicações precisarão executar ações nos níveis organizacional e arquitetônico.

Fonte: Phone Arena

Escrito por Leonardo Santana

Profissional da área de manutenção e redes, astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.

Zoom adquire a startup de segurança Keybase para oferecer criptografia de ponta a ponta

Aplicativo de videoconferência Zoom será banido nas escolas de Nova York por questões de segurança

Microsoft apresenta novo projeto para o kernel Linux

Microsoft apresenta novo projeto para o kernel Linux