WhatsApp
O Facebook afirma que ninguém pode interceptar mensagens do WhatsApp, nem mesmo a empresa e seus funcionários, garantindo assim a privacidade para seus bilhões de usuários. Mas novas pesquisas mostram que a empresa poderia de fato ler mensagens devido à forma como o WhatsApp implementou seu protocolo de criptografia de ponta a ponta.

Modo do Ataque

A criptografia de ponta a ponta do WhatsApp baseia-se na geração de chaves de segurança exclusivas, usando o aclamado protocolo Signal, desenvolvido pela Open Whisper Systems que é “negociado” e verificado entre os usuários para garantir que as comunicações são seguras e não podem ser interceptadas por um intermediário. No entanto, este Backdoor no WhatsApp tem a capacidade de forçar a geração de novas chaves de criptografia para usuários off-line, sem o conhecimento do remetente e do destinatário das mensagens.
O destinatário não é informado dessa alteração na criptografia, enquanto o remetente é notificado somente se eles tiverem optado por avisos de criptografia nas configurações e somente após as mensagens terem sido reenviadas. Esta re-criptografia e retransmissão efetivamente permite que o WhatsApp intercepte e leia as mensagens dos usuários.
Este Backdoor no WhatsApp não afeta o protocolo Signal. O aplicativo de mensagens do Open Whisper Systems, Signal, aplicativo usado e recomendado por Edward Snowden, não sofre da mesma vulnerabilidade. Se um destinatário alterar a chave de segurança enquanto estiver offline por exemplo, uma mensagem enviada não será entregue e o remetente será notificado da alteração nas chaves de segurança sem reenviar automaticamente a mensagem.
O Facebook foi notificado em Abril de 2016, mas o problema ainda existe e, segundo a empresa, o “comportamento já era esperado”.

Fonte


Redação
Este usuário é utilizado quando um post é migrado de um usuário para outro, ou quando alguém envia um conteúdo ao SempreUPdate.

    Conheça 4 softwares de impressão 3D

    Previous article

    Lançada a distribuição tudo em um Linux AIO Ubuntu 16.10

    Next article

    You may also like

    More in Notícias