in

BigLinux lança nova atualização do sistema

Alguns usuários relataram problemas para instalação do sistema quando logado no KDE.

BigLinux lança nova atualização do sistema

A distribuição brasileira BigLinux liberou uma nova atualização  de seu sistema operacional versão 19.04 que foi lançado há poucos dias. Segundo o desenvolvedor do projeto, Bruno Gonçalves, após o lançamento da versão 19.04, alguns usuários relataram dificuldade para instalar o sistema. Isso ocorria quando logados no desktop KDE Plasma. Assim, a distribuição BigLinux lança nova atualização do sistema.

Identificamos que a opção de montar dispositivos externos automaticamente durante o uso em modo live estava gerando conflitos no instalador do sistema. Essa função foi desativada na versão 19.04.1, eliminando o problema, afirma Bruno Gonçalves.

Ainda segundo ele, se já tiver instalado a versão 19.04 não existe nenhuma necessidade de baixar esta nova versão.

Assim, caso esteja com o pendrive da versão 19.04 e tenha dificuldade para instalar, utilize o ambiente LXQt para efetuar a instalação. Lembrando que após instalar você pode alternar para o ambiente KDE Plasma na tela de login, garante Bruno.

BigLinux faz 15 anos e lança nova atualização do sistema

BigLinux lança nova atualização do sistema

A nova versão do BigLinux foi lançada esta semana para comemorar os 15 anos do projeto. A versão mais atual, portanto, passa a ser a 19.04.1. Além disso, o BigLinux vem com:

  • Kernel Generic 5.0.0-25.26;
  • Kernel Xanmod 5.2.8-8;
  • KDE Frameworks 5.60.0;
  • KDE Plasma 5.16.4;
  • LibreOffice 6.3.0;
  • Gimp 2.10.8;
  • Firefox 68.0.2;
  • Chromium 76;
  • Mesa 19.0.9.

No BigLinux, os ambientes disponibilizados por padrão são KDE e LXQT. De acordo com o anúncio presente no site, há a opção do KDE clássico, uma interface para quem já está acostumado com o BigLinux há muitos anos e não quer grandes mudanças. Da mesma forma, há também o KDE moderno. Trata-se do mesmo desktop, porém configurado de forma mais amigável para quem está habituado a sistemas de smartphone.

O outro ambiente é o LXQt. Este é mais voltado para quem prefere desempenho, sendo uma boa alternativa para computadores mais antigos, com apenas 2 GB de memória RAM.

O BigLinux possui também vários programas pré-instalados. Sendo assim, possui Whatsapp, Telegram, Netflix, Spotify, Deezer, Prime Vídeo, Google Maps, Youtube, Twitter, Skype, Waze, TuneIn, Messenger.

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Nova versão de desenvolvimento do Wine 4.17 lançada

Steam Play tem mais de seis mil jogos do Windows no Linux

instalar-o-telegram-messenger-no-ubuntu

Como instalar o Telegram Messenger no Ubuntu