in

Binários do Windows x64 no POWER9 no Linux com Hangover

Com isso, novos programas do Windows devem rodar no Linux.

Os binários do Windows x86 agora podem ter execução em hardware POWER9 no Linux com Wine graças ao Hangover. O projeto Wine Hangover surgiu inicialmente para executar programas Windows x86_64 em ARM de 64 bits. Embora o Wine em si suporte AArch64 e outras arquiteturas, ele não está focado em emular o suporte entre arquiteturas. Portanto, é aí que entra o Hangover.

Embora o Hangover tenha se concentrado no ARM, no ano passado a Raptor Computing Systems ajudou os desenvolvedores do Wine a estendê-lo para suporte a hardware IBM POWER e OpenPOWER para, por sua vez, abrir programas Windows x86 de 64 bits para rodar no POWER9 e nos sistemas liberados pelo Raptor.

Dando continuidade a muito trabalho para Wine/Hangover, o código Hangover para POWER agora parece estar em boa forma. Foi anunciado neste fim de semana que o suporte POWER9/PPC64LE está pronto em Hangover. Contudo, por enquanto, existem algumas limitações e o desempenho ainda não passou por uma avaliação ao executar o software no QEMU, por exemplo.

Binários do Windows x64 no POWER9 no Linux com Hangover

Binários do Windows x64 no POWER9 no Linux com Hangover

Porém, como o Wine upstream ainda não tem os patches POWER necessários, o futuro permanece incerto devido ao delta do patch que precisa ter um carregamento pela Hangover para esse suporte. Com sorte, essas mudanças necessárias no Wine serão capazes de funcionar como deveriam.

Assim, o Hangover passou por testes em aarch64 Linux, x86_64 Linux e x86_64 MacOS. Nenhuma biblioteca Intel x86 é necessária no sistema host. Nenhum multilib de 32 bits é necessário.

Para construir este projeto, você precisa:

  • As dependências para construir um Wine de 64 bits (./configure –enable-win64)
  • As dependências para construir qemu (em particular glib)
  • x86_64-w64-mingw32-gcc (exatamente este nome)
  • i686-w64-mingw32-gcc (exatamente este nome)
  • Cerca de 5 gb de espaço em disco

Mais detalhes sobre o projeto Hangover em geral podem ser encontrados no GitHub.