in

Canonical dobra o suporte ao Raspberry Pi e promete novas ferramentas e serviços

A aposta em um sistema voltado para o Raspberry Pi está no planos da empresa.

Raspberry Pi 4 é atualizado para permitir a inicialização em USB

A Canonical atualizou seu roteiro sobre o suporte ao Raspberry Pi no Ubuntu Linux, prometendo novas ferramentas de configuração e construção, bem como suporte para o Raspberry Pis de nível industrial. Portanto, a Canonical dobra o suporte ao Raspberry Pi e promete novas ferramentas e serviços.

Após publicar seu roteiro no ano passado em novembro e facilitar o download do Ubuntu para Raspberry Pi no início de fevereiro de 2020, a Canonical mantém sua promessa de oferecer suporte total aos dispositivos Raspberry Pi para seu sistema operacional Ubuntu Linux com uma infinidade de novidades.

Canonical dobra o suporte ao Raspberry Pi e promete novas ferramentas e serviços

Canonical dobra o suporte ao Raspberry Pi e promete novas ferramentas e serviços

Em primeiro lugar, a empresa por trás do Ubuntu adicionou suporte para a versão mais recente do Ubuntu 19.10 (Eoan Ermine) para os modelos Raspberry Pi 2, 3 e 4 de 32 bits, assim como os Módulos de computação e os modelos Raspberry Pi 3 e 4 de 64 bits.

roteiro atualizado da Canonical para o suporte ao Raspberry Pi revela o fato de que a empresa planeja oferecer suporte no primeiro dia para todos os futuros modelos de Raspberry Pi. Além disso, deve lançar novas ferramentas que facilitarão a configuração dos vários parâmetros em seus painéis e placas Raspberry Pi e gerenciar periféricos.

A próxima versão do Ubuntu incluirá esses novos utilitários de software que permitiriam aos usuários gerenciar seus periféricos Raspberry Pi, como webcams, monitores, módulos HAT ou Bluetooth. Para os desenvolvedores, também haverá ferramentas de depuração de hardware.

Novo serviço

Canonical dobra o suporte ao Raspberry Pi e promete novas ferramentas e serviços

Outra adição interessante é um novo serviço online que permitirá que os fãs do Raspberry Pi Ubuntu criem sua própria versão personalizada do Ubuntu Core para o Raspberry Pi. O serviço deverá ser anunciado no segundo semestre de 2020.

Esse serviço tornará trivial para qualquer entusiasta de DIY compor e criar imagens personalizadas do sistema operacional para o Raspberry Pi. Isso será particularmente útil para aqueles com experiência de codificação modesta ou inexistente, disse a Canonical.

O roteiro atualizado também sugere que a Canonical planeja criar um catálogo on-line de imagens de aplicativos de código aberto para dispositivos Raspberry Pi, acelerar a inovação corporativa adicionando suporte ao Ubuntu para placas Raspberry Pi de nível industrial e um novo pacote comercial para empresas.

9to5 Linux

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.