in

Canonical volta a corrigir Kernel

Novamente, muitos problemas acabam de ser resolvidos no Kernel.

Canonical também corrige falhas da Intel

E a Canonical corrigiu muitos bugs no kernel do Ubuntu, de novo. Nas √ļltimas semanas, quase que diariamente, a Canonical volta a corrigir Kernel com o intuito de proteger os usu√°rios do Ubuntu e seus sabores derivados.¬†Quando a empresa atualiza o n√ļcleo do sistema operacional que suporta, geralmente o faz para corrigir falhas de seguran√ßa, mas n√£o podemos ter certeza at√© que eles publiquem um relat√≥rio sobre isso. Na verdade, √© algo que eles j√° fizeram, no USN-4147-1¬†para ser exato.

Canonical volta a corrigir Kernel

O que n√£o era esperado √© que as novas vers√Ķes do kernel tapassem tantos buracos. No total,¬†18 vulnerabilidades foram corrigidas, a maioria delas de baixa prioridade ou at√© insignificante. Por√©m, sete delas possuem m√©dia urg√™ncia. A severidade que eles atribuem a essas falhas de seguran√ßa depende do dano que elas podem causar e da facilidade de explor√°-las.¬†Por esse motivo, existem alguns dos erros corrigidos que foram rotulados como de baixa prioridade, embora o bug possa ser explorado se o invasor estiver pr√≥ximo ao equipamento atacado.

Patches atualizados do kernel 7 vulnerabilidades de prioridade média

As vulnerabilidades que eles corrigiram afetam o Ubuntu 19.04 e o Ubuntu 18.04. No relatório publicado, eles não mencionam a outra versão do Ubuntu que conta com suporte oficial, o Xenial Xerus, nem as que estão na fase ESM, que são o Ubuntu 14.04 e o Ubuntu 12.04.

De todos os bugs corrigidos, destacaria alguns como o CVE-2019-0136, com o qual um invasor pode fazer com que o equipamento se desconecte da rede Wi-Fi.oJá outros como o CVE-2019-13631 que, embora o tratem como baixa prioridade, poderia ser explorado enquanto estivesse fisicamente próximo (sem acesso total).

Canonical volta a corrigir Kernel por problemas de segurança

Outros que podem ser explorados da mesma maneira s√£o¬†CVE-2019-15117,¬†CVE-2019-15118,¬†CVE-2017-15212,¬†CVE-2019-15217,¬†CVE-2019-15218,¬†CVE-2019- 15220,¬†CVE-2019-15221,¬†CVE-2019-15223,¬†CVE-2019-9506 ou o¬†CVE-2019-15211.¬†Onze no total s√£o aqueles que poderiam ser explorados sem ter que “tocar” no equipamento.

As novas vers√Ķes do kernel¬†est√£o agora dispon√≠veis nos diferentes centros de software¬†ou no aplicativo Ubuntu Software Update e todos os seus sabores oficiais.¬†Para que as altera√ß√Ķes entrem em vigor, precisamos reiniciar o computador.

Fonte: Ubunlog

como-instalar-o-android-studio-no-ubuntu-debian-fedora-centos-e-opensuse

Como instalar o Android Studio no Ubuntu, Debian, Fedora, CentOS e openSUSE!

como-instalar-o-minecraft-installer-no-ubuntu-debian-fedora-centos-e-opensuse

Como instalar o Minecraft Installer no Ubuntu, Debian, Fedora, CentOS e openSUSE