Todos sabem que a tarefa de compartilhar arquivos através do samba é muito fácil no KDE já que ele possui muitas configurações que facilitam este trabalho. Entretanto, no GNOME, a ferramenta nativa shares-admin não é tão intuitiva e acaba exigindo configuração por comandos para poder compartilhar arquivos sem autenticação. Nos comentários deste bug tem vários relatos a respeito do que estou falando. Eu mesmo encontrei um erro. Quando uso o shares-admin a opção browseable é erroneamente definida como browsable. Enquanto não melhoram esta ferramenta, encontrei um ótimo artigo para configurar o samba. Nesta dica, saiba como configurar o Samba no Ubuntu, LinuxMint e no Debian.

“Antes de começar verifique se sua rede está OK.

Para ter certeza, abra um Terminal (Acesse menu -> Aplicações -> Acessórios -> Terminal) e efetue o comando ping (Ex. ping 192.168.1.20). Este ip pode ser da máquina que você pretende acessar pela rede. Se o ping estiver respondendo, quer dizer que está tudo ok. Caso contrário, verifique as definições de IP, mascara, cabeamento, etc…
O SaMBa é o sistema respon?avel pela comunicação entre máquinas Unix (Linux) e Windows, usando protocolo TCP/IP. Quando se fala em servidores de arquivos em rede heterogêneas, na grande maioria dos casos o SaMBa será utilizado, pois ele permite compartilhamento de arquivos, diretório e impresoras, com ou sem controle de acesso (autenticação).
Bom… vamos ao que interessa. Neste tutorial irei explicar como configurar o samba no Ubuntu.
Abra um terminal. (menu -> Aplicações -> Acessórios -> Terminal)
Primeiramente devemos baixar o pacote samba.
sudo apt-get install samba
Depois de concluído o download/ instalação do pacote via APT, o sistema irá criar o arquivo smb.conf dentro da pasta “/etc/samba/”. Este é responsável pela configuração do Samba.
Antes de mais nada, vamos fazer um back-up do arquivo:
sudo cp /etc/samba/smb.conf /etc/samba/smb.conf.bkp
Particularmente gosto do VI para editar os arquivos .conf, mas use um editor de sua preferência.
Para quem quiser usar o VI, execute o comando para editá-lo:
sudo vi /etc/samba/smb.conf
Comentarei somente os parâmetros do arquivo smb.conf que precisaram ser alterados.Em
[global]
#nome do grupo de trabalho
 workgroup = casa
 #Como a máquina Linux irá aparecer na rede Windows
 netbios name = servidor (está linha pode ser adicionada a baixo do workgroup)
 ####### Authentication #######
 #Modo de acesso aos arquivos do Linux
 security = “share” ou “user” (caso exista, remova o ; que está no início desta linha)
 #share = para NÃO exigir autenticação
 #user = para exigir autenticação
 ex: security = user
Agora adicione estas linhas no final do arquivo:
#nome do compartilhamento
 [arquivos]
# descrição do compartilhamento
 comment = meus arquivos
# caminho da pasta, no Linux, que será compartilhada
 path = /media/hdb5 #(Informe o caminho da pasta que você que quer compartilhar, pode ser /home/voce)
#se todos os compartilhamentos poderão ser acessados por todos os usuários
 public = yes
# se o compartilhamento será visivel ou oculto na rede (yes para visível)
 browseable = yes
# se permitirá escrita
 writable = yes
# somente leitura
 read only = no
# define a mascara em que os arquivos serão criados
 create mask = 0700 #(terão a permissão rwx somente para o root)
 # define a mascara em que os diretórios serão criados
 directory mask = 0700
Salve o arquivo de configuração, e execute este comando para reiniciar o samba
sudo /etc/init.d/samba restart
Caso tenha colocado security = user, no momento que for acessar por uma máquina Windows será exibido uma tela de login e senha. Para cadastrar esta senha no linux execute os seguintes comandos.
Primeiramente adiciona na lista de usuários do Linux. Este comando adiciona usuário teste na lista de usuários do Linux:
sudo adduser teste
Este comando adiciona o usuário na lista de usuários do Samba:
sudo smbpasswd -a teste

Com esta configuração do Samba no Ubuntu, não tem erro…!!!” 

Fonte: Sidnei S. Alves [email protected]
A minha configuração ficou assim:
[global] workgroup =SEMPREUPDATE
 netbios name = LINUX
 server string = SERVIDOR SAMBA
 security = share
[Dicas] comment = Minhas_Dicas
 path = /home/sempreupdate/Dicas
 read only = no
 public = yes
 writable = yes
 create mask = 0777
 directory mask = 0777
 browseable = yes
Também dei permissão de escrita, leitura e execução recursiva para o diretório compartilhado home/sempreupdate/Dicas para outros usuários com o comando:
sudo chmod -R o+rwx /home/sempreupdate/Dicas
Desta forma, não é exigida autenticação e qualquer pessoa pode acessar o diretório e escrever nele. Nesta dica, você viu como configurar o Samba no Ubuntu, LinuxMint e no Debian.
Redação
Este usuário é utilizado quando um post é migrado de um usuário para outro, ou quando alguém envia um conteúdo ao SempreUPdate.

    Conheça o Facilitando, um script que configura e instala Samba, NFS e Squid! Faça o download!

    Previous article

    Conheça 10 Soluções de Backup para GNU/Linux!

    Next article

    You may also like

    Comments

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    More in Dicas