Como instalar o Profile Sync Daemon no Ubuntu, Debian, Fedora! Deixe o seu navegador mais rápido!

Emanuel Negromonte
5 minutos de leitura

Se você vem notando que o seu navegador não está mais tão rápido no Linux, saiba que há uma solução. Além disso, é possível turbinar o navegador evitando aquelas travadas. Com este tutorial, será possível por o seu navegador para voar. O Profile Sync Daemon faz com que as informações sejam jogadas para o seu HD ao invés da memória RAM o que evita certos colapsos de memória no Linux.

A lista dos navegadores que você pode otimizar é grande, e claro, os navegadores populares estão todos por lá. Além disso, todos os navegadores que utilizarem como base qualquer um desta lista, também vai funcionar sem erros.

  • Aurora
  • Chromium
  • Conkeror
  • Epiphany
  • Firefox
  • Firefox-trunk
  • Google Chrome
  • Icecat
  • Iceweasel
  • Inox
  • Luakit
  • Midori
  • Opera, Opera-Beta, Opera-Developer e Opera-Legacy
  • Otter-browser
  • Palemoon
  • QupZilla
  • Qutebrowser
  • Rekonq
  • Seamonkey
  • Surf
  • Vivaldi-browser e o Vivaldi-browser-snapshot

Profile Sync Daemon para corrigir lentidão e travamentos do navegador no Linux

Primeiro é preciso informar que o Profile Sync Daemon está disponível em todas as distribuições Linux. Desta forma, você não precisa instalar nenhum repositório adicional. Assim, basta executar o comando com o seu gerenciador de pacotes que vai funcionar.

Mas, vamos deixar aqui os exemplos de comandos para as distribuições Linux mais populares.

Para instalar o Profile Sync Daemon no Ubuntu, Debian, Linux Mint e derivados, execute:

Terminal
sudo apt install profile-sync-daemon

Para instalar no Fedora e derivados, execute:

Terminal
sudo dnf copr enable szasza/Profile-sync-daemon
sudo dnf install profile-sync-daemon

Para instalar o Profile Sync Daemon no Arch Linux, Manjaro ou derivados, execute:

Terminal
sudo pacman -S profile-sync-daemon

Configurando o Profile Sync Daemon para deixar o seu navegador sem travamentos

Agora que já instalamos o Profile Sync Daemon, precisamos seguir com as configurações. Para isso, execute todos os passos abaixo, não pule nenhum. Assim, você vai garantir que todos os arquivos sejam escritos no seu HD e não na RAM, o que evita o alto consumo de memória e deixa o navegador mais rápido.

Agora, sincronize o perfil do navegador em Tmpfs (RAM) no Linux usando o Profile-sync-daemon. Após a instalação foi feita com sucesso, temos de editar o perfil-sync-daemon (/etc/psd.conf) arquivo de configuração e adicionar os usuários que querem ter seus perfis gerenciados pelo psd:

Substitua SEUUSUÁRIO e USUARIO2 com os nomes do usuário.
Terminal
sudo sed -i ‘/USERS/d’ /etc/psd.conf
sudo sh -c “echo ‘USERS=”SEU-USUARIO1 USUARIO2?‘ >> /etc/psd.conf”

Além disso, se você quiser que o script faça backup dos perfis em apenas alguns navegadores específicos, não de todos eles, faça o seguinte:

Substitua NAVEGADOR_1 e NAVEGADOR_2 com os navegadores que você quer ter seus perfis backup.
Terminal
sudo sed -i ‘/BROWSERS/d’ /etc/psd.conf
sudo sh -c “echo ‘BROWSERS=”NAVEGADOR_1 NAVEGADOR_2?‘ >> /etc/psd.conf”

Para executar o backup do perfil, faça:

Terminal
profile-sync-daemon parse

Método 2 para sincronizar o perfil do navegador em Tmpfs (RAM) no Linux usando o Profile-sync-daemon

Primeiro, crie o arquivo de configuração PSD executando o comando:

Terminal
psd

Isso criará o arquivo psd.conf no diretório /home/$USER/.config/psd/. Primeira vez executando o psd, então edite /home/SEUUSUARIO/.config/psd/psd.conf do seu jeito e execute novamente.

Agora edite o arquivo de configuração psd:

Terminal
nano /home/USUARIO/.config/psd/psd.conf

Substitua /home/USUARIO/ pelo seu USUÁRIO.

Encontre a linha BROWSERS, descomente removendo o símbolo # e adicione seus navegadores separados por espaços.

Você pode adicionar quantos navegadores quiser, mencionando-os separados por espaços. Se não houver navegadores definidos, o PSD sincronizará todos os navegadores suportados. Salve e feche o arquivo.

Observe que quaisquer alterações feitas no arquivo psd.conf serão aplicadas somente após o serviço psd ter sido iniciado e/ou reiniciado.

Habilite e inicie o serviço psd:

Terminal
systemctl --user habilita psd
systemctl --user start psd

Feito! Agora, basta desfrutar do seu navegador rápido e sem grandes travamentos!

Share This Article
Follow:
Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.