in

Como utilizar o Git no Github

Esse é o terceiro episódio de tutoriais sobre Git.

Pode levar quatro anos para que vulnerabilidades em software de código aberto sejam detectadas
GitHub contabilizou mais de 56 milhões de desenvolvedores na plataforma, com mais de 60 milhões de novos repositórios. Imagem: GitHub.

Nesse tutorial vou explicar como utilizar o Git no Github com o projeto feito no tutorial anterior. Esse é o terceiro episódio de tutoriais sobre git. Então, antes de mais nada, vou começar programando um pouco antes de enviarmos nossso projeto para o Github.

- Anúncios -

Como utilizar o Git no Github

git checkout dev
git checkout -b quote dev

Script compilar e executar aplicação.

Criar um script shell para compilar e executar o arquivo, vai nos poupar um pouco de tempo depois.

nano kompila.sh

Inserir o código a seguir:

#!/bin/bash
rm javaFile.jar
echo "Compilando"
echo "----------"
kotlinc $1 -include-runtime -d javaFile.jar
echo "Executando"
echo "----------"
java -jar javaFile.jar

ctrl+x e S ou Y para sair e salvar.

Transformando em executável.

chmod +x kompila

Para testar se nosso script está funcionando.

./kompila media_alunos.kt

Adicionando o sript ao git.

git add kompila.sh
git commit -m “Adicionando script para compilar e executar”

Como utilizar o Github para criar um repositório

Nesta parte vamos fazer o upload para nosso repositório no github, e começaremos a programar e enviar as nossas atualizações.

Crie sua conta no Github.

Siga os passos para criar um repositório.

"Como

Como utilizar o Git no Github.
Criando repositório no github.

Como utilizar o Github para adicionar repositório no git.

git checkout master

Adicionando o endereço do repositório.

git remote add origin https://github.com/rodrigo-leutz-sempreupdate/media-alunos.git

Utilizar o Github para enviar nosso branch master para o repositório

Ele vai pedir o seu e-mail e senha do registro toda vez que você der push.

git push -u origin master

Agora, podemos entrar no endereço para ver nosso repositório.

https://github.com/rodrigo-leutz-sempreupdate/media-alunos

Podemos ver que só tem o nosso branch master no repositório.

Como utilizar o github.
Somente o branch master.

Vamos utilizar o Github para enviar a nossa versão instável para o repositório também.

Mudando para o branch dev.

git checkout dev

Enviando o branch dev para o repositório.

git push --set-upstream origin dev

Agora se dermos reload na página podemos ver que foi enviado o branch dev para o repositório.

Como utilizar o github
Branch dev.

Geralmente o branch quote não é enviado para o repositório. Portanto, ele é um branch local apenas, porque é onde estamos programando no momento. Assim, somente é enviado quando se torna uma versão instável.

Voltando a programar

Agora vamos programar um pouco e mudar nosso código para formar mais uma versão instável.

git checkout quote
nano media_alunos.kt

Vamos deixar o código como o seguinte.

fun main(){ 

        var aluno: Aluno = readAluno()
        showMedia(aluno) 

}
private fun readAluno(): Aluno {
        println("Digite o nome do aluno:")
        val nome = readLine()
        println("Digite a nota 1:") 
        val n1 = readNota()
        println("Digite a nota 2:") 
        val n2 = readNota()
        println("Digite a nota 4:")
        val n3 = readNota()
        println("Digite a nota 4:")
        val n4 = readNota()
        return Aluno(nome,n1,n2,n3,n4)
}
private fun showMedia(aluno: Aluno) {
        val media = (aluno.n1+aluno.n2+aluno.n3+aluno.n4)/4
        println("\nNome: "+aluno.nome)
        println("Média: $media")
}
private fun readNota(): Double {
        var nota = readLine()
        try{
                nota = nota!!.replace(",",".")
                val y = nota.toDouble()
                if(y > 10.0) {
                                println("Nota maior que 10, valor = 10.")
                                return 10.0
                }
                else if(y < 0.0) {
                                println("Nota menor que 0, valor = 0.")
                                return 0.0
                }
                else {
                                return y
                }
        } catch(e: NumberFormatException){
                println("Não foi digitado um número válido, valor = 0.")
                return 0.0
        }
}
data class Aluno(
        var nome: String?,
        var n1: Double = 0.0,
        var n2: Double = 0.0,
        var n3: Double = 0.0,
        var n4: Double = 0.0
)

ctrl+x e S ou Y para sair e salvar.

Agora vamos fazer mais um commit

git add media_alunos.kt
git commit -m “Criando data class e deixando em funções”

Agora vamos a nossa ultima mudança desse tutorial.

nano media_alunos.kt

Vamos mudar apenas o início do arquivo para ficar da seguinte forma.

fun main(){ 
        clearscreen()

        var aluno: Aluno = readAluno()
        showMedia(aluno) 

}
private fun clearscreen(){
        print("\u001b[H\u001b[2J")
}

ctrl+x e S ou Y para sair e salvar.

git add media_alunos.kt
git commit -m “Adicionada função de clearscreen”

Vamos testar nosso programa.

./kompila.sh media_alunos.kt

Como utilizar o Github para enviar atualização

Agora vamos enviar nossa atualização para o servidor

git checkout dev
git merge quote

Enviando atualização para o servidor no branch dev.

git push

Para clonar esse repositório.

git clone https://github.com/rodrigo-leutz-sempreupdate/media-alunos

Para atualizar um repositório clonado

git pull

Assim terminamos esse tutorial. No próximo, vamos continuar a fazer este mesmo projeto. Além disso, vamos utilizar o Github para enviar as atualizações e criar uma versão estável.

<- Como utilizar o git com programação.

Written by Rodrigo Leutz

Usuário do Linux a mais de 20 anos.
Desenvolvedor Web e Android ( Kotlin e Java ).
Membro da equipe de suporte do sempreupdate.

GOOGLE | Palácio de Versalhes: um passeio inédito pelas obras e arquitetura do ícone francês

GOOGLE | Palácio de Versalhes: um passeio inédito pelas obras e arquitetura do ícone francês

XFCE diz adeus ao suporte GTK2

XFCE diz adeus ao suporte GTK2