in

Conheça a VPN ‘Orchid’ baseada em blockchain

Ela permite que você compre sua própria largura de banda privada

Sentir-se seguro na Internet é uma tarefa árdua, graças a empresas de coleta de dados e hackers mal-intencionados. Para manter-se seguro, os usuários têm a opção de usar uma rede virtual privada ou VPN para ocultar suas pegadas digitais. No entanto, ultimamente, vimos que nem mesmo as VPNs são seguras, pois os provedores de VPN podem bisbilhotar seus dados.

Isso ocorre porque eles possuem a chave de descriptografia do servidor anônimo localizado em outra parte do mundo através da qual seus dados são canalizados. É aqui que você precisa de uma VPN baseada em blockchain, como o Orchid, para manter a privacidade total.

Conheça a VPN ‘Orchid’ baseada no Ethereum blockchain

Conheça a VPN 'Orchid' baseada em blockchain

A Orchid oferece uma rede privada virtual descentralizada vendendo largura de banda proxy de uma variedade de provedores de serviços globais. Os usuários podem comprar a largura de banda necessária usando o OXT, uma criptomoeda baseada no Ethereum.

Você pode considerar o Orchid como uma junção de provedores de VPNs em todo o mundo. A ideia é criar uma rede sem censura e anônima com a ajuda de diferentes provedores de VPN sem confiar em um único provedor.

Um dos principais benefícios do Orchid é que ele não opera no modelo de assinatura. Ele funciona no modelo de pagamento conforme o uso, pois você pode comprar largura de banda conforme seu uso.

Simplificando, a Orchid permite que você compre largura de banda de um pool de provedores de VPN para garantir que uma única entidade não esteja ciente do fluxo de rede que você está usando, pois apenas uma parte do fluxo é feito através de seus servidores.

Você pode dizer que a funcionalidade principal do Orchid se parece com o projeto Onion Router ou TOR e você não está errado. No entanto, a Orchid tentou superar todos os gargalos enfrentados pela rede TOR.

Superando limitações do TOR

Uma das limitações meticulosas do TOR é a perda de velocidade, à medida que o tráfego passa por vários servidores. O Orchid, por outro lado, fornece uma rede VPN em que a velocidade de transferência de dados não é afetada.

Em entrevista à CNET, o cofundador da Orchid, Steven Waterhouse, disse:

Atualmente, com os resultados que estamos obtendo, somos capazes de fazer coisas como o streaming de vídeo do WhatsApp.

Outra limitação do TOR é que ele foi projetado principalmente para navegação segura. Você não pode fazer uma chamada de vídeo ou o tráfego de jogos através da rede segura porque o TOR deve ser usado apenas em um navegador.

Vantagens do Orchid sobre VPNs

O Orchid funciona como uma VPN, mas, ao mesmo tempo, supera as desvantagens dela.

  • Ele oferece um canal mais seguro à medida que o tráfego passa por diferentes provedores e nenhuma entidade VPN está ciente do quadro geral do fluxo da rede.
  • O Orchid promete um fluxo de rede não marcado que é uma das maiores desvantagens do uso de uma VPN.

O Orchid é uma alternativa promissora de privacidade?

Com certeza, parece uma alternativa focada na privacidade a outras VPNs que podem provocar uma mudança de paradigma na maneira como a Internet funciona atualmente. Possuir largura de banda segura e sem censura de VPNs soa como um golpe de mestre. No entanto, não há rosa sem espinho. O Orchid tem seu próprio conjunto de problemas que o tornam não tão perfeito. A empresa divulgou todos os problemas em um white paper.

Você pode acessar o site do Orchid para obter mais informações sobre como ele funciona e para baixar o aplicativo.