in

Conheça o DebianDog: Uma distribuição Linux com menos de 300 MB

Suas versões têm ambientes de desktop e gerenciadores de janelas mais leves.

Conheça o DebianDog: Uma distribuição Linux com menos de 300 MB
DebianDog Jessie. Imagem: Reprodução | It's FOSS.

A princípio, como está escrito em seu site oficial, a distribuição Linux DebianDog “é um pequeno live CD do Debian. A estrutura e o comportamento do Debian estão intocados e a documentação do Debian é 100% válida para o DebianDog. Você tem acesso a todos os repositórios do Debian usando apt-get ou o synaptic“.

- Anúncios -

DebianDog: Uma distribuição Linux com menos de 300 MB

Para aqueles que não estão familiarizados com o Puppy Linux, o projeto é “uma coleção de várias distribuições Linux, baseadas nos mesmos princípios compartilhados”. Esses princípios dizem que as distribuições devem ser rápidas, pequenas (300 MB ou menos) e fáceis de usar. Além disso, existem versões do Puppy Linux criadas para suportar pacotes Ubuntu, Slackware e Raspbian.

Antes de mais nada, a principal diferença entre o DebianDog e o Puppy Linux é que o Puppy Linux possui seu próprio gerenciador de pacotes, o Puppy Package Manager. Como mencionado acima, o DebianDog usa o gerenciador de pacotes do Debian.

Por que alguém deveria usar o DebianDog?

O principal motivo para instalar o DebianDog (ou qualquer um de seus derivados) seria restaurar um sistema antigo para a operacionalidade. Cada tipo de DebianDog tem uma opção de 32 bits. Além disso, suas versões têm ambientes de desktop e gerenciadores de janelas mais leves, como o Openbox ou o ambiente Trinity Desktop. A maioria deles também tem uma alternativa ao systemd.

Quais versões da distribuição Linux DebianDog estão disponíveis?

Embora o DebianDog tenha sido o primeiro da série, o projeto se chama Dog Linux e fornece variantes ‘Dog’ de distribuições populares baseadas no Debian e no Ubuntu.

Distribuição Linux DebianDog Jessie

A primeira versão (e original) do DebianDog é o DebianDog Jessie. Existem duas versões de 32 bits. Uma usa o Joe Window Manager (JWM) como padrão e a outra usa o XFCE. Systemd e sysvinit estão disponíveis. Além disso, há uma versão de 64 bits. O DebianDog Jessie é baseado no Debian 8.0 (codinome Jessie). O suporte ao Debian 8.0 termina em 30 de junho de 2020, portanto, instale com cuidado.

StretchDog

O StretchDog é baseado no Debian 9.0 (codinome Stretch). Está disponível em 32 e 64 bits. O Openbox é o gerenciador de janelas padrão, mas também podemos mudar para o JWM. O suporte ao Debian 9.0 termina em 30 de junho de 2022.

BusterDog

O BusterDog é interessante. Ele é baseado no Debian 10 (codinome Buster). Ele não usa systemd; em vez disso, usa elogind como o AntiX. O suporte para o Debian 10.0 termina em junho de 2024.

MintPup

O MintPup é baseado no Linux Mint 17.1. Este live CD só está disponível em 32 bits. Além disso, você pode acessar todos os “repositórios Ubuntu/Mint usando apt-get ou synaptic”. Porém, considerando que o Mint 17 chegou ao fim da vida útil, esta versão deve ser evitada.

XenialDog

Existem versões de 32 e 64 bits desse sabor, baseadas no Ubuntu 16.04 LTS. Ambas as versões vêm com o Openbox como padrão e o JWM como opção. O suporte ao Ubuntu 16.04 LTS termina em abril de 2021, portanto, instale com cuidado.

TrinityDog

Conheça o DebianDog: Uma distribuição Linux com menos de 300 MB
TrinityDog. Imagem: Reprodução | It’s FOSS.

Existem duas versões do spin TrinityDog. Uma é baseada no Debian 8 e a outra é baseada no Debian 9. Ambas são de 32 bits e usam o Trinity Desktop Environment, daí o nome.

BionicDog

Conheça o DebianDog: Uma distribuição Linux com menos de 300 MB
BionicDog. Imagem: Reprodução | It’s FOSS.

Por fim, o BionicDog é baseado no Ubuntu 18.04 LTS. Sua versão principal possui 32 e 64 bits, com o Openbox como o gerenciador de janelas padrão. Além disso, há uma versão que usa a área de trabalho Cinnamon e é de 64 bits.

Fonte: It’s FOSS

Written by Leonardo Santana

Profissional da área de manutenção e redes, astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.

As melhores distribuições Linux de 2019 por categoria - Parte I

7 distribuições Linux incomuns para testar nessa quarentena

Nós amamos Kubernetes (microsserviços)

Nós amamos Kubernetes (microsserviços)