Contas que compartilham vídeos da Ucrânia estão sendo suspensas no Twitter

Jardeson Márcio
3 minutos de leitura

Após o início da movimentação das tropas russas até o território ucraniano, contas de mídia social que compartilham imagens e vídeos das regiões leste de Donbas e Luhansk têm sido uma fonte crucial de informação. No entanto, o Twitter tem suspendido contas que compartilham vídeos da Ucrânia, que começa a sofrer com os ataques da Rússia.

O TheVerge aponta que, na noite de 22 de fevereiro, o pesquisador do OSINT Kyle Glen foi bloqueado de sua conta por 12 horas, de acordo com tweets de Glen e um post compartilhado por outra organização OSINT.

O site aponta ainda que, o analista de segurança Oliver Alexander também afirmou ter sido bloqueado de sua conta duas vezes em 24 horas. Fora da Anglosfera, a conta da OSINT de língua francesa Neurone Intelligence, a conta de língua espanhola Mundo en Conflicto e a conta da OSINT brasileira Notícias e Guerras também foram afetadas.

contas-que-compartilham-videos-da-ucrania-estao-sendo-suspensas-no-twitter

Preocupação com a suspensão das contas do Twitter

Os pesquisadores levantaram preocupações de que a suspensão da conta poderia ter sido parte de uma campanha de denúncia em massa destinada a desabilitar contas OSINT durante uma invasão russa, aponta o TheVerge.

Em um comunicado, a porta-voz do Twitter, Elizabeth Busby, disse que uma ação foi tomada contra essas contas por engano e não fazia parte de uma campanha coordenada. “Estamos revisando rapidamente essas ações e já restabelecemos proativamente o acesso a várias contas afetadas”, disse.

Os defensores da Ucrânia estão preocupados que a remoção das contas do Twitter que compartilham OSINT da região possa beneficiar os objetivos militares russos na região. A Rússia já montou campanhas de desinformação nas mídias sociais na Ucrânia e foi acusada de armar as mídias sociais para promover narrativas falsas durante a anexação da Crimeia em 2014, aponta o TheVerge.

De acordo com as infrmações, a Rússia também ampliou sua ofensiva digital montando ataques cibernéticos em andamento na Ucrânia, visando bancos e sites governamentais ucranianos com ataques DDoS em andamento.

Aric Toler, diretor de pesquisa e treinamento da Bellingcat, disse ao TheVerge que as suspensões foram surpreendentes devido ao número de contas em inglês afetadas. Ainda assim, Toler diz que o Twitter foi responsivo ao restabelecer contas suspensas, e é improvável que a remoção de agregadores OSINT tenha um impacto de longo prazo na liberação de mídia da região.

Mesmo que as contas do Twitter sejam suspensas, ainda temos outras mídias sociais onde as informações podem ser divulgadas. Esperamos apenas que as outras redes sociais não suspendam as contas dos usuários também.

Via: TheVerge

Share This Article
Follow:
Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias. Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.