in

Desenvolvedor da Intel rebate críticas de Linus Torvalds sobre AVX-512

Veja a resposta dada às críticas de Linus.

Recentemente, em mais uma de suas declarações polêmicas, Linus Torvalds desejou “uma morte lenta e dolorosa” ao conjunto de instruções AVX-512 da Intel. Agora, chegou a resposta de alguém da Intel, mais precisamente Raja Koduri.

Em julho, Torvalds estava participando de um tópico em um fórum especulando sobre a potencial ausência do AVX-512 na plataforma Intel Alder Lake. Foi quando ele pediu à Intel para começar a “consertar problemas reais em vez de tentar criar instruções mágicas para então criar benchmarks em que eles possam ter uma boa aparência.”

No Intel Architecture Day deste mês, a revista PCWorld questionou Koduri sobre os comentários de Torvalds. Sobre isso, ele resolveu não polemizar e disse que:

AVX-512 é um ótimo recurso. Nossa comunidade HPC, comunidade AI, adora. Nossos clientes do data center realmente amam isso. Entendemos as preocupações de Linus, continua Koduri, entendemos alguns dos problemas com a primeira geração do AVX-512 que tiveram impacto nas frequências, etc. etc. e estamos tornando-o muito melhor a cada geração.

Desenvolvedor da Intel rebate críticas de Linus Torvalds sobre AVX-512

Desenvolvedor da Intel rebate críticas de Linus Torvalds sobre AVX-512
Raja Koduri. Imagem: Divulgação Intel.

Um dos principais problemas de Torvalds com o conjunto de instruções é que, quando algo precisa acessá-lo, o processador precisa diminuir sua velocidade de clock para compensar. Basicamente, há uma queda no desempenho. Porém, não é realmente algo com que devemos nos preocupar, já que só atinge os chips Xeon da Intel, laptops Ice Lake e processadores HPC X-Series. 

O AVX-512 é um acelerador floating point. Entretanto, não é usado em jogos principalmente porque qualquer cálculo de ponto flutuante geralmente é fornecido à GPU para lidar com ele. É usado principalmente em simulações científicas, análises financeiras, IA e aprendizado profundo.

Para ser justo, Torvalds admitiu que muito de seu ‘ódio’ por benchmarks de ponto flutuante (as ferramentas usadas para destacar o desempenho do AVX-512) é irracional e que seus comentários são exagerados “ao ponto de quase brincar. Mas apenas metade. Estou assumindo um ponto de vista bastante extremo, e sei que meu ódio não é realmente racional, porém, apenas uma peculiaridade pessoal e puro discurso opinativo puro e não adulterado.”

PC Gamer