in

Driver NVIDIA 440.26 Beta Linux traz HDMI 2.1 VRR

Também vem com decodificação VP9 VDPAU e muito mais.

Driver NVIDIA 440.26 Beta Linux traz HDMI 2.1 VRR

A NVIDIA lançou seu primeiro driver beta no ramo 440 Linux e é um lançamento bastante emocionante! O driver beta do NVIDIA 440.26 Linux saiu esta manhã e está trazendo muitos recursos novos / aprimorados. Agora, há decodificação de vídeo VP9 para VDPAU, HDMI 2.1 VRR para compatível com G-SYNC e muito mais.

Aqui estão os destaques do Driver NVIDIA 440.26 Beta Linux traz HDMI 2.1 VRR:

Driver NVIDIA 440.26 Beta Linux traz HDMI 2.1 VRR

 

 

  • A vinculação de shader GLSL paralelo é ativada por padrão como comportamento relaxado em torno de ARB_parallel_shader_compile;
  • Monitores compatíveis com G-SYNC HDMI 2.1 de taxa de atualização variável (VRR) em GPUs suportadas;
  • Suporte para extensões GLX_NV_multigpu_context e GL_NV_gpu_multicast, as extensões NVIDIA OpenGL para multi-GPU/SLI;
  • Os aplicativos Vulkan agora funcionam enquanto o SLI está ativado, embora limitado à primeira GPU;
  • Suporte de EGL para transferência de renderização PRIME;
  • O HardDPMS agora está ativado por padrão como o comportamento para exibir a sinalização de gerenciamento de energia;
  • Correções de corrupção no DXVK que afetam pelo menos o Saints Row IV e o Saints Row: The Third;
  • O suporte à decodificação VP9 agora está ativado para o driver NVIDIA VDPAU!;
  • O driver agora faz o down-clock das GPUs mais rapidamente após uma queda na utilização da GPU;
  • Uma grande variedade de outras correções de bugs.

Faça o download do driver NVIDIA 440.26 Linux no NVIDIA.com.

AMDGPU DC terá economia de energia para laptops AMD mais novos

Parece que o Linux 5.5 terá o driver do kernel AMDGPU com o suporte para PSR (Panel Self Refresh) para ativar esse recurso de economia de energia nos laptops AMD mais recentes.

Embora a pilha de drivers Linux da Intel ofereça suporte à atualização automática do painel há anos, o suporte da AMD em seu código de driver Linux de código-fonte aberto já faz muito tempo que não passa de promessa. Nós os vimos trabalhando em direção ao suporte desde Raven Ridge e agora parece que as bases foram estabelecidas e eles estão prontos para ativá-lo no código “DC” do Display Core.

Redução de 25%

A atualização automática do painel destina-se a laptops com painéis e projetos eDP que enviam desnecessariamente o mesmo conteúdo da tela para atualização. Assim, o PSR permite desligar alguns elementos do processador gráfico quando o conteúdo da tela é estático. Pelo menos em relação à Intel, eles prometem benefícios com redução de até 25% no consumo de energia da GPU quando o PSR está ativado. No caso da AMD, embora não haja dados oficiais, espera-se que a redução fique na mesma proporção. 

Esse suporte, no entanto, depende de um painel eDP capaz e de gráficos AMD com uma DMCU (Unidade de Microcontrolador de Display), que pelo menos no Linux parece ser para Raven Ridge e mais recente.

Como parte de 37 patches para DC enviado, o PSR agora está ativado para os painéis suportados. Portanto, esse recurso de economia de energia deve ser inserido no ciclo do kernel do Linux 5.5, impedindo que surjam problemas de última hora.

Fonte: Phoronix

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Patch mais recente do WireGuard disponível para revisão

WireGuard está de volta à loja Google Play do Android

Veja 10 coisas para fazer após instalar o Ubuntu 19.10

Veja 10 coisas para fazer após instalar o Ubuntu 19.10