Notícias

01/11/2021 às 15:00

5 min leitura

Avatar Autor
Por Jardeson Márcio

EUA reforçam sanções contra Huawei

Nova legislação visa reprimir ainda mais as empresas chinesas de telecomunicações e tecnologia, incluindo Huawei e ZTE

EUA reforçam sanções contra Huawei

Os EUA aumentaram as restrições à Huawei e às empresas chinesas. A nova legislação do país proibirá a FCC de autorizar a Huawei e o equipamento de rede com design semelhante dentro da infraestrutura dos Estados Unidos. 


Essa notícia, praticamente joga fora um relatório da Reuters que apontava diminuição nas sanções contra a Huawei desde que Joe Biden chegou ao poder. De acordo com o relatório, em alguns meses, o governo Biden concedeu 113 licenças de exportação a fornecedores que desejam vender tecnologia para a Huawei. Anteriormente, Washington recusava sistematicamente a maioria dos pedidos de isenção.

No entanto, o PhonAndroid aponta que esses relaxamentos não foram apreciados por muitos republicanos eleitos. Determinados a atrapalhar os planos do grupo chinês, os senadores apresentaram uma lei chamada Lei de Equipamentos Seguros, que foi rapidamente aprovado por unanimidade pelo Senado dos Estados Unidos. O texto agora deve ser ratificado pelo presidente Joe Biden.

EUA bane equipamento de rede da Huawei do país

eua-reforcam-sancoes-contra-huawei
Imagem: Gizchina

A nova legislação visa reprimir ainda mais as empresas chinesas de telecomunicações e tecnologia, incluindo Huawei e ZTE. Na prática, ela impede que essas empresas obtenham novas isenções para colaborar com as operadoras americanas com a FCC (Federal Communications Commission).

De acordo com Brendan Carr, atual chefe da FCC, a medida vai “garantir que equipamentos inseguros de empresas como Huawei e ZTE não possam mais ser inseridos nas redes de comunicação americanas”. 

Assim, parece que os fabricantes chineses voltaram à estaca zero, tendo ainda mais sanções do país sobre suas transações comerciais e venda de produtos. A Huawei pode ser uma das empresas mais afetadas.

Apesar de as dispensas de exportação concedidas por Washington permanecem válidas por um período de 4 anos, estas isenções já atribuídas não permitem que os equipamentos de rede da Huawei sejam integrados nas infraestruturas americanas, o que corre o risco de penalizar os operadores rurais.

Huawei e ZTE, por outro lado, ainda podem exportar certas tecnologias americanas e fazer outras solicitações nesse sentido. O Secure Equipment Act restringe apenas o escopo de ação da divisão de rede da Huawei.

Os legisladores dos EUA acusam a Huawei e as empresas chinesas de representar uma ameaça à segurança nacional dos EUA. “Empresas estatais chinesas como Huawei e ZTE são ameaças conhecidas à segurança nacional e não têm lugar em nossa rede de telecomunicações”, acusa Marco Rubio, senador republicano pela Flórida.

O futuro da Huawei, tem sofrido duras quedas. Ao mesmo tempo, o PhonAndroid aponta que o faturamento do grupo caiu 32% em um ano.

Via: PhonAndroid

Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias. Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.