in

Facebook está adicionando a reação “abraço” para você mostrar que se importa durante a pandemia de COVID-19

A reação deve chegar na próxima semana.

O Facebook está adicionando uma nova reação para conviver com o botão Curtir e as reações existentes: “Abraço“.

A reação mostra um emoji animado abraçando um coração, destinado a ajudá-lo a “mostrar seu apoio” a amigos e familiares durante a pandemia de coronavírus em andamento. Presumivelmente, a maioria das pessoas usava a reação “Amor” para fins semelhantes, mas a reação do abraço mostra um pouco mais diretamente que você se importa mais com a pessoa do que com a publicação.

 

Facebook está adicionando a reação “abraço”

Curiosamente, o Facebook não está usando a mesma reação no Messenger; em vez disso, optou por um coração roxo-pulsante.

É meio obscura também: você deve primeiro abrir suas reações pressionando longamente uma mensagem, pressionar longamente a reação do coração e depois tocar em OK para ativar a nova reação.

Dessa forma, o novo coração já chegou ao Messenger, enquanto a reação do abraço do Facebook deve chegar na próxima semana.

Facebook e o coronavírus

Por fim, o Facebook disse que vai notificar as pessoas que deram ‘like’ em notícias falsas sobre coronavírus.

A descoberta do novo coronavírus desencadeou muitas teorias da conspiração. Assim, o Facebook está tentando reduzir o impacto das notícias falsas do coronavírus lançando uma campanha anti-desinformação para redirecionar os usuários para fontes de notícias respeitáveis. Apesar dessas medidas, será difícil garantir que todas as 2 bilhões de pessoas no site vejam fontes de notícias legítimas.

Facebook está adicionando a reação "abraço" para você mostrar que se importa durante a pandemia de COVID-19
Curiosamente, o Facebook não está usando a mesma reação no Messenger; em vez disso, optou por um coração roxo-pulsante.

Existe uma infinidade de teorias da conspiração sobre as origens da COVID-19 e como ela se espalha. Por exemplo, elas podem variar desde a criação em um laboratório (que está sendo considerado seriamente pelos EUA) até torres de celular 5G que espalham o vírus.

Fonte: The Next Web

Leia mais:

Facebook Watch: o crescimento da plataforma de conteúdo online de Zuckerberg

Malware Cookiethief para Android obtém acesso root para roubar cookies do navegador e do aplicativo do Facebook