in

Facebook pagará US $ 550 milhões por armazenar dados de reconhecimento facial sem consentimento

Empresa desrespeitou privacidade na coleta de informações.

Facebook pagará US $ 550 milhões por armazenar dados de reconhecimento facial sem consentimento

A onda de punições ao Facebook parece não ter fim devido a problemas de segurança e privacidade e a empresa pagará nada menos que US $ 550 milhões por armazenar dados de reconhecimento facial sem consentimento. O processo alega que o Facebook coletou e armazenou ilegalmente dados biométricos de milhões de usuários sem seu consentimento, violando a lei de privacidade do consumidor de Illinois, nos Estados Unidos.

A notícia, divulgada pela primeira vez pelo The New York Times, foi mostrada pela Apple durante o relatório de resultados do quarto trimestre. Embora o valor do acordo pareça enorme, é somente uma fração dos US $ 35 bilhões que o Facebook poderia ter pago.

Processo de reconhecimento facial

Facebook pagará US $ 550 milhões por armazenar dados de reconhecimento facial sem consentimento

O processo contra a tecnologia de reconhecimento facial do Facebook está em andamento desde 2015. A versão anterior do Facebook da ferramenta Tag Suggestions digitalizou o rosto de um usuário em fotos enviadas para a plataforma. Ofereceu sugestões sobre quem seria essa pessoa, marcou essa pessoa em uma foto e criou um link para seu perfil.

Contudo, para fazer isso, o Facebook armazenou dados biométricos sem o consentimento do usuário e violou a Lei de Privacidade de Informações Biométricas de Illinois. Ações semelhantes foram movidas contra o Snapchat e o Google.

Somente em 2018 o Facebook começou a introduzir mais transparência ao explicar sua tecnologia de reconhecimento facial aos usuários. Começou a direcionar as pessoas para uma página de configurações na qual elas poderiam desativá-la.

Depois de anos mantendo a tecnologia de reconhecimento facial como uma opção padrão, no ano passado, o Facebook decidiu fazer o reconhecimento facial apenas na plataforma.

Facebook pagará US $ 550 milhões por armazenar dados de reconhecimento facial sem consentimento

Em 2018, um juiz federal decidiu a favor de tornar o caso de reconhecimento facial uma ação coletiva. O Facebook recorreu dessa decisão, porém, perdeu o recurso em uma decisão judicial por 3 a 0 em agosto de 2019.

O valor de US $ 550 milhões recebido do Facebook será pago a usuários de Illinois e para cobrir as taxas legais dos queixosos. Embora US $ 550 milhões sejam uma quantia grande, o valor é considerado muito baixo. A empresa gerou uma receita de US $ 21 bilhões no quarto trimestre de 2019.

Enquanto isso, em uma declaração oficial, o Facebook diz que “era do melhor interesse de nossa comunidade e de nossos acionistas ultrapassar esse assunto”.

Fonte: Foss Bytes

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.