in

FBI encerra a plataforma russa deer.io

Os federais revisaram aproximadamente 250 lojas no deer.io usadas por hackers para colocar à venda milhares de contas comprometidas.

FBI encerra a plataforma russa deer.io
Imagem: Reprodução | Security Affairs.

O FBI encerrou o site deer.io, uma plataforma online russa que hospedava centenas de lojas onde produtos e serviços ilegais estavam sendo vendidos.

FBI encerra a plataforma russa deer.io

O comunicado de imprensa publicado pelo Departamento de Justiça dos EUA diz:

Uma plataforma cibernética russa conhecida como deer.io foi desativada pelo FBI hoje e seu suposto administrador o hacker russo Kirill Victorovich Firsov foi preso e acusado de crimes relacionados ao hacking de empresas americanas para obter informações pessoais dos clientes.

Há algumas semanas, as autoridades anunciaram a prisão de Kirill Victorovich Firsov, o suposto operador principal por trás do deer.io, uma plataforma semelhante ao Shopify que hospeda centenas de lojas online usadas para a venda de contas invadidas e dados roubados. Os bandidos pagavam cerca de US$ 12 por mês para abrir sua loja online na plataforma. Além disso, o russo anunciou a plataforma em outros fóruns de hackers.

FBI encerra a plataforma russa deer.io
Imagem: Reprodução | Fossbytes.

Firsov foi preso no aeroporto John F. Kennedy, em Nova York, em 7 de março. O homem é acusado de comandar a plataforma deer.io desde outubro de 2013.

Os federais revisaram aproximadamente 250 lojas no deer.io usadas por hackers para colocar à venda milhares de contas comprometidas. Isso inclui contas de gamers e arquivos PII contendo nomes de usuário, senhas, números de previdência social dos EUA, datas de nascimento e endereços das vítimas. A maioria das vítimas está na Europa e nos Estados Unidos.

A ameaça hacker

Os agentes do FBI compraram com sucesso dados invadidos em algumas lojas hospedadas na plataforma deer.io. De acordo com os federais, os dados oferecidos eram autênticos. Além disso, Robert Brewer, procurador dos EUA, disse:

Existe um mercado [clandestino] robusto para informações roubadas e essa foi uma nova maneira de tentar comercializá-las para criminosos que esperam não ser pegos. Os hackers são uma ameaça para nossa economia, nossa privacidade e segurança nacional, e não podem ser tolerados.

Por fim, Omer Meisel, agente especial do FBI, afirmou:

O deer.io foi a maior plataforma centralizada, que promoveu e facilitou a venda de mídias sociais e contas financeiras comprometidas, informações de identificação pessoal (PII) e computadores invadidos na internet. Portanto, a apreensão deste site criminoso representa um passo significativo na redução de dados roubados usados para vitimar indivíduos e empresas nos Estados Unidos e no exterior.

Fonte: Security Affairs