in

Fedora 33 apresenta problemas de última hora no systemd

Foi aberta uma exceção no congelamento da distro para que resolvam o problema.

Fedora 33 apresenta problemas de última hora no systemd

Uma das mudanças fundamentais no Fedora 33 é usar o systemd-resolved por padrão para resolução de nomes de rede. Vários usuários ao testarem o Fedora 33 em desktops e servidores tiveram vários problemas com o systemd-resolved e procuraram reverter e atrasar essa mudança de comportamento padrão até um lançamento posterior. O Fedora 33, portanto, apesar de ser uma das maiores versões de todos os tempos, apresenta problemas de última hora no systemd.

Após uma longa discussão na lista de e-mails que voltou a aumentar nos últimos dias devido ao systemd-resolved por padrão no Fedora 33, foi solicitado feedback do Comitê de Engenharia e Direção do Fedora (FESCo) sobre o adiamento dessa mudança até um lançamento posterior.

Fedora 33 apresenta problemas de última hora no systemd

Fedora 33 apresenta problemas de última hora no systemd

O tíquete solicitando ação argumentou,

Vários relatórios de problemas surgiram, em desktops e, ainda mais importante, em servidores. A mudança para o systemd-resolved interrompe casos de uso importantes para servidores ao não retornar uma resposta compatível com o padrão aos clientes que usam o protocolo DNS. A conformidade com os padrões é um requisito muito básico para qualquer resolvedor padrão de todo o sistema ter, o systemd-resolved ainda não atende a este requisito. Então, não se deve forçar como o resolvedor padrão no Fedora até que este requisito tenha solução.

Em última análise, os desenvolvedores a favor do systemd-resolved argumentam que os problemas não são particularmente novos. Assim, segundo eles, essas questões dependem amplamente da necessidade de documentação e explicações melhores. No entanto, alguns casos de uso realmente não são cobertos pelo systemd-resolved para um subconjunto supostamente minúsculo de usuários. Enquanto isso, várias distribuições de Linux como o Ubuntu já usam o systemd-resolved há anos.

Exceção no congelamento para solucionar o problema

A FESCo decidiu durante a reunião de quarta-feira não atrasar o default resolved pelo sistema. No entanto, permitiram uma exceção de congelamento para uma das questões urgentes. Como o resolvedor de DNS de cache não é compatível com DNSSEC, o FESCo aprova o lançamento da correção apropriada como uma exceção de congelamento do Fedora 33 antes do lançamento do final de outubro.

Isso foi decidido e o Fedora 33 no momento está prestes a ser lançado no final deste mês.