Fedora Linux 36 vai suportar OSTree Native Containers e CoreOS Layering

Claylson Martins
4 minutos de leitura

O trabalho de recursos do Fedora 36 continua crescendo para o que fará outra atualização empolgante para esta distribuição Linux em abril. A aprovação mais recente é um trabalho mais empolgante em relação ao OSTree e CoreOS. Sendo assim, o Fedora Linux 36 vai suportar OSTree Native Containers e CoreOS Layering

O Comitê de Engenharia e Direção do Fedora (FESCo) aprovou uma mudança para aprimorar a pilha RPM OSTreee para oferecer suporte nativo a contêineres OCI/Docker como um mecanismo de transporte e entrega de conteúdo do sistema operacional. Esse recurso é a base para “CoreOS Layering” como um meio de permitir atualizações do sistema operacional a partir de imagens de contêiner e gerar facilmente imagens em camadas a partir de uma imagem base CoreOS.

Fedora Linux 36 vai suportar OSTree Native Containers e CoreOS Layering

Fedora Linux 36 vai suportar OSTree Native Containers e CoreOS Layering
Fedora Linux 36 vai suportar OSTree Native Containers e CoreOS Layering

Com as mudanças sendo trabalhadas no OSTree agora haverá o suporte (des) encapsulamento de commits OSTree como imagens OCI/Docker. Por outro lado, o rpm-ostree suportará o uso dessas imagens de contêiner. Da mesma forma, haverá suporte para derivar novas imagens personalizadas do usuário a partir dessas imagens de contêiner e outras melhorias de ferramentas relacionadas.

Os interessados em saber mais sobre a mudança planejada para permitir que os contêineres OCI/Docker sirvam como transporte e entrega para atualizações do sistema operacional e aplicativos podem ver a proposta de mudança no Wiki do Fedora.

Outras novidades do Fedora Linux 36

O Fedora Engineering and Steering Committee (FESCo) anunciou outros trabalhos em cima de recursos para o ciclo atual do Fedora 36, bem como para o Fedora 37, que deve ser lançado no final do próximo ano. Então, a ideia é que o próximo Fedora 36 estabelece ELN-Extras e, por outro lado, o Fedora 37 vai retirar ARMv7. Portanto, tudo isso deve ocorrer ao longo de 2022.

Indiscutivelmente o mais interessante do último lote de mudanças aprovadas é o Fedora 36 estabelecendo ELN-Extras. O ELN como “Enterprise Linux Next” continua forte com as várias mudanças organizacionais do Fedora, Red Hat, CentOS. ELN-Extras agora é um novo destino de compilação semelhante ao ELN, mas mais próximo em função dos Pacotes Extra para Enterprise Linux (EPEL). O ELN-Extras será o alvo para preparar e manter os pacotes planejados para EPEL N + 1, enquanto o ELN ainda tem como alvo o RHEL N + 1.

Depois de algumas semanas desde o lançamento do Fedora 35, mais trabalhos de recursos e planejamento para o Fedora 36 que deve chegar no começo de 2022 estão em andamento. Já aceitos para o Fedora 36 estão algumas das atualizações de pacote usuais que não são nenhuma surpresa para quem está vivendo na vanguarda. Entre essas atualizações estão Autoconf 2.71, Java OpenJDK 17 como o sistema JDK, PHP 8.1, OpenSSL 3.0, entre outros.

Share This Article
Follow:
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.