in

Flathub é renovado e permite pesquisar, descobrir e instalar aplicativos no Flatpak

Pesquisar, descobrir e instalar aplicativos no Flatpak agora é mais fácil, graças à nova versão do Flathub.

GIMP lidera lista de aplicativos no Flathub

O Flathub acaba de ganhar uma atualização que permite pesquisar, descobrir e instalar aplicativos do Flatpak de forma mais fácil. O portal recebeu uma atualização esperada com a qual ele pode finalmente navegar de forma eficaz em todo o site. Saiba mais detalhes sobre as atualizações do Flathub.

O que mudou no Flathub?

Flatpak e snappy

Ao entrar na seção de aplicativos do Flathub você pode dá de cara com um localizador e um painel de categorias mais agradável. Assim, a lista de todo o conteúdo do site está em duas secções diferentes. A primeira com foco na descoberta do que é mais popular, novidades e atualizações, bem como a seleção de editores; e uma segunda lista em que você pode acessar todos os aplicativos ou navegar categorias tradicionais, áudio e vídeo desenvolvimento, educação, jogos, gráficos, escritório etc. Além disso, oferece a opção de instalar diretamente com o clique de um mouse.

Vale a pena baixar aplicativos no Flathub?

aplicativos flatpak

Então, a atualização Flathub é mais do que bem-vinda. O motivo é que uma das vantagens do Flatpak (por exemplo, em comparação com Snap) também pode ser considerado um problema: a independência de provedor.

Então, no caso do Snap, os pacotes sempre serão baixados dos servidores da Canonical. Porém, com o Flatpak isso não acontece e é necessário adicionar repositórios específicos. Mas essa é justamente a ‘vantagem’ do Flathub, ou seja, centralizar os downloads.

Cabe lembrar que já há distribuições que vêm com suporte ao Flatpak. Já outros utilizam o Flathub como repositório por padrão. Assim, isso é possível de observar, pro exemplo, no Linux Mint ou no KDE Neon. Então, com eles, basta usar o centro de software para buscar e instalar os pacotes.

Em várias outras distribuições é fácil incluir esse suporte. As dicas, então, podem ser facilmente encontradas no Flathub. Mas é importante destacar que os usuários em geral mesclam as aplicações sem se importar com sua origem. Assim, pode ser gerada uma grande confusão caso não se pesquise bem antes de usar uma determinada aplicação. Então, recomenda-se que seja dada uma lida na página do Flathub antes de se decidir por usar aplicativos disponibilizados lá.

Flathub logo

No entanto, aqui fica uma dica: priorize os aplicativos tradicionais, porque os formatos Flatpak e Snap ou outro de “pacote independente” ainda vêm com algumas limitações. Entre elas, a integração com a área de trabalho ou falta de traduções. Outras podem ser até mais incômodas e ainda não foram resolvidas.

Written by Claylson

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

VHS fita

Como digitalizar fitas VHS usando GNU/Linux

LXD no macOS

LXD no macOS