in

Fundador do Telegram critica WhatsApp e diz que backdoors são camuflados como falhas de segurança

Pavel Durov criticou WhatsApp em nova postagem no blog.

WhatsApp vai permitir a mesma conta em vários dispositivos

Vem treta das grandes por aí. o Fundador do Telegram, Pavel Durov, critica o maior concorrente , o WhatsApp e diz que backdoors são camuflados como falhas de segurança no programa desenvolvido pelo Facebook. Ele fez isso em uma nova postagem no blog em que questiona e mostra as razões pelas quais o WhatsApp seria perigoso. Na oportunidade, Pavel Durov, discutiu o recente hackeamento do iPhone do chefe da Amazon, Jeff Bezos.

Para ele, não há dúvidas de que, apesar do Facebook colocar a culpa no iOS, o WhatsApp é o que mais facilitou o ataque. Durov diz que, apesar dos dispositivos iOS terem “muitos problemas relacionados à privacidade”, o WhatsApp é o culpado aqui, pois a vulnerabilidade de vídeo corrompida expõe não apenas os iPhones, mas também os dispositivos Android e Windows Phone. Isso significa que todos os dispositivos móveis onde o WhatsApp está instalado podem ser invadidos com uma exploração destinada a essa falha de segurança, diz ele.

Além disso, Durov diz que a vulnerabilidade não existe em outros aplicativos no iOS, então só foi possível invadir um iPhone em que o WhatsApp está instalado.

Se Jeff Bezos confiasse no Telegram em vez do WhatsApp, ele não seria chantageado por pessoas que comprometiam suas comunicações, diz ele.

Fundador do Telegram critica WhatsApp e diz que backdoors são camuflados como falhas de segurança

check-point-identifica-falha-em-bate-papo-do-grupo-do-whatsapp-levando-a-acao-de-correcao

O fundador do Telegram passa a questionar a criptografia de ponta a ponta do WhatsApp. Segundo ele, o Facebook, elogia o recurso em todas as ocasiões. A empresa afirma não ter permitido que hackers invadissem o telefone de Jeff Bezos.

Essa tecnologia não é uma bala de prata que pode garantir privacidade absoluta por si só, diz ele. Acrescentando que os backups que você pode criar no WhatsApp não são criptografados.

O Telegram, por outro lado, não usa backups em nuvem de terceiros. Os bate-papos secretos, onde as conversas podem ser excluídas automaticamente em um horário definido pelo usuário, nunca são feitas em nenhum lugar, diz ele.

Os backdoors também são um grande problema, e Durov diz que não implementá-los no Telegram é um dos motivos pelos quais seu aplicativo foi banido em alguns países.

As agências de espionagem não estão muito felizes com a criptografia, forçando os desenvolvedores a implantar secretamente vulnerabilidades em seus aplicativos, continua ele, lembrando que os problemas de segurança no WhatsApp são descobertos com muita frequência.

Backdoors geralmente são camuflados como falhas de segurança “acidentais ”. Somente no último ano, 12 falhas foram encontradas no WhatsApp. Sete deles foram críticos – como o que pegou Jeff Bezos, continua Durov, acrescentando que as falhas na implementação da criptografia também expõem os usuários.

O iPhone de Jeff Bezos foi hackeado em 2018 com uma mensagem maliciosa supostamente vinda do príncipe herdeiro da Arábia Saudita Mohammed bin Salman. A mensagem incluía um vídeo infectado cujo objetivo era permitir que hackers invadissem o dispositivo usando uma vulnerabilidade não corrigida no WhatsApp.

Fonte: Softpedia

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Intel Core i9-10900K foi visto com clock de 5.1 GHz

Intel Core i9-10900K foi visto com clock de 5.1 GHz

Linux Kernel 5.6 está pronto para corrigir o problema do ano 2038

Linux Kernel 5.6 está pronto para corrigir o problema do ano 2038