in

G Suíte aprimora segurança

G Suite ganha mais proteções contra phishing, incluindo caixa de proteção de segurança e e-mail de autodestruição de “modo confidencial”.

G Suíte aprimora segurança

O G Suite acaba de ganhar mais proteções contra phishing, incluindo caixa de proteção de segurança e e-mail de autodestruição com “modo confidencial”. O novo sandbox de segurança do Google tem como objetivo lidar com essas ameaças se elas passarem pela caixa de entrada. Assim, o G Suíte aprimora segurança ao impedir ativação de scripts maliciosos embutidos em anexos de e-mail.

Os anexos de e-mail serão abertos como se o usuário tivesse realmente clicado neles. Portanto, permitindo que o Google verifique o comportamento de um script. Assim, será possível destectar ameaças anteriormente desconhecidas. A empresa anunciou o recurso na versão beta em abril. Agora está lançando para os usuários do G Suite.

Como o G Suíte aprimora segurança com proteção avançada

G Suíte aprimora segurança

O recurso de segurança é semelhante aos do Microsoft Office 365 disponíveis para clientes corporativos por meio da Proteção Avançada contra Ameaças. Estes fornecem uma ‘câmara de detonação’ de URL e proteções adicionais contra phishing.

Os administradores do G Suite podem configurar regras para definir quais mensagens são colocadas na caixa de proteção de segurança. Então, podem mover o e-mail capturado para uma quarentena controlada pelo administrador. Os recursos serão lançados para clientes corporativos em algumas semanas. 

Os clientes do G Suite também podem esperar “proteção avançada contra phishing e malware”. Os administradores podem desviar o malware de phishing e o malware transmitido por email para uma quarentena e identificar anexos suspeitos e exibir um banner de aviso aos usuários.

Fraudes custam muito caro a empresas

O Google também está reforçando as proteções contra a fraude de comprometimento de e-mail empresarial (BEC). Só no ano passado, este problema custou às empresas norte-americanas US $ 1,3 bilhão.

O recurso de segurança padrão promete ajudar as organizações a identificar e-mails não autenticados que tentam falsificar seu domínio e optar por exibir automaticamente um banner de aviso, enviá-los para spam ou colocar as mensagens em quarentena, promete o Google

Por fim, o Google está lançando e-mails de autodestruição de “modo confidencial” como um recurso geralmente disponível no Gmail. Ele lançou o recurso no ano passado.

O modo confidencial no Gmail oferece o IRM (Gerenciamento de Direitos de Informação). Ele remove a opção de encaminhamento, cópia, download ou impressão de mensagens. Isso ajuda a reduzir o risco de os usuários acidentalmente compartilharem informações confidenciais com pessoas erradas. explica. 

Do mesmo modo, os usuários também podem solicitar que o destinatário se autentique. Isto é feito por meio de uma mensagem de texto para exibir um e-mail.

Códigos de Segurança

Um último recurso de segurança que o Google anunciou para os usuários do G Suite são códigos de segurança para navegadores que ainda não suportam login com chaves de segurança, como as chaves Titan, do Google.

Os códigos únicos são destinados a organizações que dependem do Internet Explorer para acessar aplicativos de negócios internos.

Um usuário pode precisar acessar um aplicativo da Web que associa sua identidade do Google, mas funciona apenas no Internet Explorer 11, explica o Google.

Embora o navegador não possa se comunicar diretamente com uma chave de segurança, o usuário pode abrir um navegador Chrome e gerar um código de segurança, que pode ser inserido no Internet Explorer para obter acesso ao aplicativo.

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Google adverte funcionários sobre protestos contra empresa

Google adverte funcionários sobre protestos contra empresa

Linux 5.4-rc5 lançado como "Kleptomaniac Octopus"

Lançado site para mantenedores do Kernel