in

General Motors integrará Android Automotivo do Google

General Motors integrará Android Automotivo do Google. Neste artigo, veja detalhes da decisão da gigante do automobilismo.

General Motors integrará Android Automotivo do Google

A princípio, você já se imaginou dirigindo um carro fabricado pela General Motors com um Android adaptado para automóveis configurado pelo Google? Bem, isso pode se tornar realidade a partir de 2021.

General Motors integrará Android Automotivo do Google
General Motors integrará Android Automotivo do Google. Imagem: Reprodução / Tech Spot

Google fornece o Android para a área automotiva

Os tentáculos de influência do Google alcançaram praticamente toda a indústria até agora, mas a gigante da tecnologia está entrando mais forte no mercado automotivo. Começando em 2021, a gigante fabricante de carros General Motors (GM) usará o sistema operacional Android Automotivo do Google (o que não é a mesma coisa que o Android Auto focado em smartphones) para alimentar seus monitores localizados dentro dos carros.

Antes de mais nada, essa notícia foi relatada pela primeira vez pela CNBC. Segundo a notícia, essa integração pode ser uma situação benéfica tanto para o Google como para a GM. Logo, os benefícios do Google envolveriam espalhar o Android para um público mais amplo e os benefícios da GM envolveriam o fornecimento do que seus clientes já desejam.

De muitas maneiras, versões de sistemas operacionais móveis para carros oferecem uma experiência muito melhor do que alternativas incorporadas. Consequentemente, essa é uma das razões pelas quais os aparelhos Android Auto e o Apple CarPlay se tornaram tão populares.

Fase de adaptações no software da General Motors

Para ser claro, os sistemas de “entretenimento” da GM continuarão a conter os aplicativos próprios da empresa e serviços como antes (talvez com agumas exceções onde compatibilidade se tornar um problema). Além disso, é provável que a GM ajuste o sistema operacional para se encaixar em suas especificações de projeto e exigências de funcionalidade.

No entanto, a principal diferença aqui é que os recursos do Android — tais como o Assistente do Google, o Maps, o controle de casa inteligente, dentre outros — agora estarão disponíveis desde o começo e não precisarão de mais trabalho por parte da GM ou drivers. Assim, você não precisará ligar um receptor e nem usar seu smartphone apenas para acessar aplicativos do Google.

Afinal, você achou interessante essa parceria entre as gigantes General Motors e Google que ajudará a espalhar o sistema operacional open source Android?

Não deixe de compartilhar!

Fonte: Tech Spot

Leia também: Google lança oficialmente o Android 10

Escrito por Leonardo Santana

Astrônomo amador e eletrotécnico. Apaixonado por TI desde o século passado.

Como as redes sociais são usadas para influenciar votos

Como as redes sociais são usadas para influenciar votos

Vantagens e desvantagens do novo padrão USB4

Vantagens e desvantagens do novo padrão USB4