in

GNOME 3.33.3 lançado com integração de perfis Sysprof

Outras melhorias foram implementadas.

GNOME 3.33.3 lançado com integração de perfis Sysprof

O GNOME 3.33.3 saiu como o mais recente lançamento de desenvolvimento na jornada em direção à muito animadora atualização de desktop do GNOME 3.34 que será lançada em setembro deste ano. Desta vez, podemos destacar que o GNOME 3.33.3 lançado com integração de perfis Sysprof.

O que se pode destacar no GNOME 3.33.3 que acaba de ser lançado com integração de perfis Sysprof

A integração de criação de perfil do Sysprof trabalhando em seus principais componentes, como GJS e GTK. Essa integração de perfis do Sysprof é para que os desenvolvedores ajudem a otimizar o GNOME para um melhor desempenho para os usuários finais.

O GNOME 3.33.3 também oferece:

  • O navegador da Web Epiphany tem correções ao redor da migração do Web App, corrigindo seu gerenciador de senhas e outras correções, bem como a introdução de uma cadeia de caracteres do agente do usuário móvel;
  • O GJS agora suporta seu profiler para ser integrado diretamente ao Sysprof para ajudar na criação de perfil de gargalos de desempenho neste código JavaScript do GNOME;
  • O GLib-Networking reconstruiu sua base de código GLS com o código GnuTLS agora compartilhando as mesmas classes de base que o back-end OpenSSL;
  • O Mapas do GNOME agora suporta o preenchimento automático em pesquisas;
  • O GTK + 3.24.9 faz parte deste lançamento com suas muitas correções, suporte para XDG-Output no Wayland, integração de perfis do sysprof e outras mudanças;
  • O applet GNOME NetworkManager agora suporta a renderização de um código QR na caixa de diálogo de informações de conexão do applet, entre outras melhorias;
  • O pré-visualizador de arquivos do GNOME’s Sushi foi reescrito para usar o GTK diretamente e eliminar sua dependência do Clutter;
  • Várias outras correções e melhorias.

Obtenção e próximas atualizações

Mais detalhes sobre o GNOME 3.33.3 através da lista de discussão. No link também é possível obter os arquivos necessários para o novo ambiente.

Do mesmo modo, você pode acompanhar o cronograma de lançamentos até a chegada do GNOME 3.34. Assim, ainda haverá outra versão intermediária, o GNOME 3.33.4, previsto para 17 de julho. Só depois, é que este será sucedido pelo GNOME 3.34 beta em 7 de agosto. Se tudo correr bem, a versão estável do GNOME 3.34.0 acontecerá no dia 11 de setembro. O GNOME 3.34 deve ser encontrado no Ubuntu 19.10 e no Fedora 31 no segundo semestre.

Tema aprimorado no shell do GNOME 3.34

GNOME 3.33.3 lançado com integração de perfis Sysprof

Houve uma série de mudanças no adwaita. Quando a poeira baixar, precisamos dobrar as alterações de volta ao shell, explica o relatório de bug, agora fechado, e resumido em um commit recente.

A maioria das mudanças que virão podem ser classificadas como superficiais, modestas ou menores. Por isso, se você tiver dificuldade em identificar a diferença em qualquer uma das capturas de tela deste post, nãose admire.

Entre as mudanças está um esforço para destacar cores de background e deixar mais consistentes entre o tema GTK e Shell, particularmente no que diz respeito aos elementos OSD.

Os elementos OSD também captam alguns sombreamentos aprimorados para “melhorar a visibilidade” quando são colocados em um papel de parede escuro.

Também se beneficiando de um recurso aprimorado é a tela “Visão Geral das Aplicações”. O pano de fundo agora está mais escuro, uma mudança projetada para tornar os rótulos de texto mais legíveis:

GNOME 3.33.3 lançado com integração de perfis Sysprof
Grade de aplicativos antes dos ajustes
GNOME 3.33.3 lançado com integração de perfis Sysprof
Grade de aplicativos após os ajustes.

Você deve ter notado que switches, controles deslizantes e alternadores também parecem ter mais ‘presença’ (graças a contornos mais arrojados). Os cantos estão mais arredondados, como a caixa de pesquisa na captura de tela da grade de aplicativos acima.

A melhor maneira de descrever as alterações é: os ícones estão mais planos, mais arredondados e mais consistentes:

  • Atualizações de cores baseadas na versão light regular do Adwaita;
  • Prep para o modo escuro Adwaita sendo mais facilmente acessível;
  • Switches redesenhados;
  • Cores consistentes de primeiro plano e plano de fundo;
  • Mais arredondamentos em barras de menu e popovers.

Assista ao vídeo a seguir para ter uma ideia de como ficará o novo GNOME:

 

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Google desiste de tablets e elimina dois modelos em desenvolvimento

Google desiste de tablets e elimina dois modelos em desenvolvimento

Falha no Firefox que já dura 17 anos permite roubo de dados

Firefox é atualizado pela segunda vez em uma semana