in

Google desiste de tablets e elimina dois modelos em desenvolvimento

Engenheiros redistribuídos para o desenvolvimento de laptops

Google desiste de tablets e elimina dois modelos em desenvolvimento

O Google teria abandonado o desenvolvimento de tablets. Segundo especulações do mercado, a empresa ‘matou’ dois modelos diferentes que estavam em desenvolvimento. De acordo com um relatório da CW, a decisão de dispensar tablets foi comunicada pelo Google com seus funcionários em uma reunião interna na quarta-feira. O site informa que a empresa disse à equipe que trabalha nesses dispositivos que eles seriam transferidos para a unidade de desenvolvimento de laptops.  Sendo assim, o Google desiste de tablets e elimina dois modelos em desenvolvimento .

O tablet mais recente lançado pelo Google é o Pixel Slate em 2018. Pessoas com conhecimento do assunto disseram que o gigante das buscas também estava trabalhando em dois tablets diferentes com displays menores.

Embora a empresa não tenha compartilhado nenhuma informação sobre o motivo pelo qual decidiu abandonar os tablets, o Google quer continuar o desenvolvimento de laptops que ajudariam seu Chrome OS a avançar.

Enquanto isso, o mercado de tablets Chrome continuará vivo graças a fabricantes terceirizados. No entanto ainda não se sabe quantas empresas continuariam a investir em tais dispositivos, uma vez que o próprio Google está se afastando.

O Pixel Slate continuará sendo suportado até junho de 2024. Portanto, ele receberá as atualizações de software que ainda serão lançadas como parte das atualizações do Chrome OS.

Mercado de tablets deve diminuir. Este pode ser o motivo pelo qual o Google desiste de tablets e elimina dois modelos em desenvolvimento

Google desiste de tablets e elimina dois modelos em desenvolvimento
Pixelbook

E mesmo que o Google não forneça um motivo para se livrar dos tablets, a decisão parece ser inteligente. Uma previsão divulgada pela empresa de pesquisa de mercado IDC prevê que o mercado de tablets (2-em-1s não incluídos) diminuiria em 4,4% até 2023. Espera-se que os embarques caiam do total estimado em 2019, de 114,7 milhões de unidades para 95,6 milhões de unidades. Líderes Samsung e Apple são responsáveis pela maior parte.

A participação de mercado de tablets na categoria de dispositivos de “computação pessoal” cairia de 29,3% para 25,7%. Principalmente porque os clientes parecem estar mais interessados em modelos e notebooks removíveis. Sendo assim, estas são as razões porque o Google desiste de tablets e elimina dois modelos em desenvolvimento.

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Debian lança nova atualização de segurança do kernel

Mitigações do Debian MDS da Intel estão disponíveis para CPUs Sandy Bridge Server/Core-X

GNOME 3.33.3 lançado com integração de perfis Sysprof

GNOME 3.33.3 lançado com integração de perfis Sysprof