Categorias

o-android-13-tem-codinome-interno-vazado-a-aposta-agora-e-a-sobremesa-tiramisu

Android

Games

Notícias

Tutoriais Linux

Vídeos

Notícias

21/08/2021 às 08:00

5 min leitura

Avatar Autor
Por Claylson Martins

GNOME Magnifier passa por mudanças importantes

GNOME Magnifier passa por mudanças importantes

O desenvolvedor Daniel Van Vugt da Canonical continua trabalhando em algumas correções de desempenho importantes para a área de trabalho GNOME. Uma das principais alterações e correções vai afetar diretamente o GNOME Magnifier, que passa por mudanças importantes. Entre elas, evita pintar duplamente a área de trabalho.

Nove meses atrás, ele descobriu que a “lupa” do GNOME Shell é bastante ineficiente com seu modo de zoom de tela inteira. Se estiver usando essa lupa, ainda estará pintando a versão não ampliada na tela e, em seguida, a cópia ampliada sobre ela. Essa pintura da versão não ampliada é um desperdício de recursos, pois a versão ampliada cobre toda a área de trabalho. Além disso, em alguns casos, a versão não ampliada pode apresentar falhas com elementos que aparecem com a sobreposição.

GNOME Magnifier passa por mudanças importantes

GNOME Magnifier passa por mudanças importantes

Então, o desenvolvedor Van Vugt agora fundiu uma correção para evitar pintar a área de trabalho que está totalmente obstruída por seu clone. Do mesmo modo, ele observa que isso “reduz significativamente o tempo de renderização” ao usar o modo de zoom em tela cheia do GNOME Shell. A correção era apenas três linhas de código e agora upstream para o GNOME Shell 41.

Separadamente, ele também agora está trabalhando na unificação do gerenciamento de buffer em Mutter em todos os tipos de planos. Isso, por sua vez, tornará seus outros grandes projetos em torno de planos de sobreposição, buffer triplo e suporte a vários cursores mais fáceis. Esse trabalho de buffer triplo dinâmico para o GNOME permanece um trabalho em andamento e não se espera que seja concluído neste ciclo atual, possivelmente para o GNOME 42.

Ubuntu 21.10 deve usar o novo GNOME 40 por padrão

Enquanto o Ubuntu normalmente vem com a versão de desktop GNOME mais recente emitida pouco antes do tempo de lançamento, com o Ubuntu 21.04 eles se mantiveram no GNOME 3.38 em vez de passar para o GNOME 40. Nos pacotes de desenvolvimento do Ubuntu 21.10, eles migraram para o GNOME 40. No entanto, agora parece que eles farão isso e não avançarão para o GNOME 41 quase pronto.

O GNOME 41 será lançado em setembro (como de costume) como a última atualização de meio ano para este desktop de código aberto. Especialmente estando um ciclo à frente de um lançamento LTS, normalmente o desktop do Ubuntu estaria na última e melhor versão do GNOME no momento. Entretanto, não parece que será o caso do Ubuntu 21.10.

Via Phoronix

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.