Hoje é:08/03/2021
GNOME 42 deve estrear Buffer triplo

GNOME 42 deve estrear Buffer triplo

Em andamento desde o ano passado para o ambiente de desktop GNOME está o buffer triplo dinâmico quando a GPU está atrasada na renderização do desktop. Ao fazer isso, a utilização da GPU deve aumentar. Além disso, por outro lado, as frequências do clock da GPU devem aumentar para atender à demanda. Assim, o ideal é que a renderização volte aos trilhos se os frames anteriores atrasarem. Esse suporte de buffer triplo foi refeito para a base de código do GNOME 40, porém, ainda é improvável que chegue até o próximo ciclo com o GNOME 42.

O desenvolvedor da Canonical Daniel van Vugt, conhecido por suas contribuições importantes ao GNOME, rebaseou o código de buffer triplo no GNOME 40. Daniel tem trabalhado nesse suporte de buffer triplo do GNOME ligado e desligado por vários meses para melhorar o desempenho de renderização com um foco ou necessidade particular nos gráficos integrados da Intel.

GNOME 42 deve estrear Buffer triplo

Ele observou que, embora o código tenha sido portado para o GNOME 40, muito provavelmente não será mesclado até o GNOME 42, dado o tempo com alguns itens restantes para serem concluídos.

Configuração do modo atômico em Mutter chegou recentemente como um dos bloqueadores anteriores. Enquanto o suporte do X.Org para buffer triplo está em vigor, o código de back-end do Wayland nativo ainda precisa ser concluído entre quaisquer outras tarefas remanescentes. 

Portanto, essa medida para aumentar temporariamente a utilização da GPU provavelmente não será incorporada até o GNOME 42 para o lançamento do segundo semestre de 2021. Como sabemos, o Ubuntu 21.04 não vai usar o novo GNOME 40. O ambiente padrão será o GNOME 3.38. Então, com o Ubuntu 21.10 é provável que eles passem diretamente para o GNOME 42.

GNOME 40 já pode ser testado

As mudanças na interface do usuário do GNOME 40 estão se aproximando rapidamente da linha de chegada em apenas duas semanas até o congelamento da IU.

Assim, o GNOME Shell recentemente fundiu seus novos espaços de trabalho horizontais, entre outras mudanças. O blog oficial de desenvolvimento GNOME Shell & Mutter publicou um novo post na segunda-feira destacando seus últimos esforços. Eles estão trabalhando para colocar os itens grandes restantes no lugar nas próximas duas semanas antes do congelamento e depois de um “período intenso de polimento e correção de bugs”.

Com muitos novos códigos prontos, os desenvolvedores do GNOME Shell estão encorajando testes precoces e frequentes. Para ajudar no teste, existem imagens de máquina virtual pré-construídas disponíveis que podem ser executadas bem no GNOME Boxes. Para usuários do Fedora 33, há também um repositório COPR disponível para instalar os componentes mais recentes do GNOME Shell 40 em seu estado atual.

Os interessados em testar as mudanças em andamento do GNOME Shell 40 podem encontrar mais detalhes no blog GNOME.org .

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.