O Google acaba de liberar a versão 71 do Chrome para usuários em canal oficial. Essa atualização corrige várias vulnerabilidades de segurança. Além das correções regulares de erros, a versão adiciona novos recursos.Entre eles, estão o bloqueio de malware, fraudes em faturas e anúncios de síntese de voz automatizada. Leia aqui que o Google Chrome começa a bloquear conteúdo com anúncios invasivos.

A síntese automática de fala é um recurso amigável, especialmente para pessoas com deficiência. Porém, após sofrer abuso de anúncios, o Google decidiu interceptar a composição de reprodução por padrão.

Bloqueio de anúncios maliciosos e invasivos

Chrome 71 vai bloquear sites com anúncios abusivos em dezembro deste ano

A publicidade invasiva refere-se àquelas que fingem ser botões de reprodução de vídeo, botões de download de arquivos e vários pop-ups  que não pedem confirmação do usuário. Os sites que geralmente carregam esses anúncios são basicamente não formais. Por exemplo, muitos sites de filmes, como camuflagem, exibem botões para induzir os downloads.

Anteriormente, o Google Chrome começou a impedir vários pop-ups maliciosos. No entanto, as estatísticas descobriram que mais da metade dos anúncios maliciosos não foram bloqueados pelo Chrome.

O Google Analytics descobriu que quase todos esses sites envolvem anúncios prejudiciais ou enganosos. Além disso, esses tipos de anúncios são extremamente invasivos para os visitantes.

Gráficos dinâmicos mostram anúncios maliciosos e invasivos

O Google Chrome também oferece a opção para os usuários aceitarem anúncios infratores no site. Embora seja esperado que nenhum usuário irá configurar isso nativamente, a menos que seja um webmaster.

Para usuários que precisem excluir e receber anúncios maliciosos basta adicionar sites de exceção nas configurações do Chrome. Para isso, basta ir em

Configurações Avançadas - Configurações de conteúdo - Configurações de anúncios.

Bloqueio de jogos e sites com fraudes de faturamento

Esses jogos fraudulentos ou outro conteúdo induzirão os usuários a digitarem seus números de celular para se inscreverem e poderão ser cobrados por isso. Muitos usuários, sem saber, confirmaram que não há lugar para cancelar a assinatura do conteúdo pago. O Google interceptará diretamente o problema de páginas de liquidação.

 

 

Fábio Trentino
Estudante de Gestão em Tecnologia da Informação na Universidade Centro Universitário Central Paulista - UNICEP - São Carlos - SP

    Novo patch substitui palavrões no código do kernel Linux

    Previous article

    Pesquisadores descobrem novo ataque da classe Spectre

    Next article

    You may also like

    More in Notícias