Google Chrome deixará de funcionar em processadores antigos

O Google está se preparando para fazer grandes mudanças no navegador Chrome, com a versão 89 exigindo processadores com SSE3 em plataformas desktop. A mudança só acontecerá em processadores x86; e o Google diz que é provável que apenas um pequeno número de usuários seja realmente afetado.

O Google explica:

O Chrome não será mais utilizável em computadores com processadores x86 que suportam SSE2, mas não suportam SSE3. Nossa análise indica que há um número muito pequeno de dispositivos Windows que executam o Chrome com processadores x86 que não oferecem suporte a SSE3.

Google Chrome deixará de funcionar em processadores antigos

O Google Chrome 87 começará a exibir uma notificação se SSE3 não for detectado em uma tentativa de preparar a base de usuários para a mudança que está acontecendo na versão 89.

Google Chrome deixará de funcionar em processadores antigos
O Google está se preparando para fazer grandes mudanças no navegador Chrome, com a versão 89 exigindo um chip com SSE3 em plataformas desktop.

O Google espera que o impacto no Windows e no Linux seja insignificante, enquanto no Mac não haverá nenhum impacto, já que a empresa oferece apenas compilações de 64 bits.

O Google explica:

Até exigirmos o SSE3, o Chrome avisará os usuários afetados (com CPUs x86 que não oferecem suporte ao SSE3) que seus computadores em breve não serão mais compatíveis. A implementação usará a estrutura em //chrome/browser/obsolete_system. Isso resultará em uma barra de aviso descartável e um aviso permanente na página chrome://settings/help.

A mudança dificilmente será notada pela maioria dos usuários do Google Chrome; mas, por outro lado, alguns não conseguiriam mais instalar a versão mais recente do navegador.

Dado que o SSE2 foi lançado no início dos anos 2000, a empresa espera que o impacto seja o menor possível. Em caso de dúvidas, entre no grupo do Sempre Update no Telegram.

Softpedia

Artigos recentes

Artigos relacionados