in

IBM adquire Instana para obter ferramentas de monitoramento de aplicativos

O Instana, que oferece suporte a vários contêineres e tecnologias de monitoramento, será integrado à plataforma Watson AIOps da IBM.

A IBM disse que vai adquirir o Instana para reforçar suas ferramentas de monitoramento e observabilidade. Os termos do acordo não foram divulgados.  A compra faz parte da estratégia da IBM de automatizar implementações híbridas e multicloud com inteligência artificial. Em uma entrevista recente, Dinesh Nirmal, gerente geral de integração em nuvem da IBM, disse que toda empresa está tentando automatizar negócios através de nuvens.

IBM adquire Instana para obter ferramentas de monitoramento de aplicativos

IBM adquire Instana para obter ferramentas de monitoramento de aplicativos

O Instana gerencia o desempenho do aplicativo em várias plataformas, incluindo nuvem, local, móvel e mainframe. Assim, as ferramentas do Instana terão total integração ao Watson AIOps, lançado no início de 2020. O Instana ajudará a IBM a determinar uma linha de base de desempenho do aplicativo.

Logo, a aquisição da Instana é parte de um impulso de automação mais amplo. A IBM adquiriu a WDG Automation para automação de processos robóticos e fez parceria com a ServiceNow para gerenciar a infraestrutura de TI. A Big Blue também tem seu IBM Cloud Pak for Automation.

A Instana cobra US$ 75 mensais por host anualmente. As implantações estão disponíveis via SaaS ou auto-hospedadas. Além disso, elas tem como base os padrões abertos com suporte para vários contêineres e tecnologias de monitoramento.

IBM lançou o Watson AIOps, série de ferramentas de automação para operações de TI, 5G e ofertas de ponta. A empresa tem como objetivo ajudar as empresas a automatizar mais infraestrutura, pois prega a resiliência dos negócios. O Watson AIOps é um pacote que usa inteligência artificial para automatizar a infraestrutura de TI como parte de uma implementação mais ampla de ferramentas de automação.

O outro argumento principal para AIOps é que ela pode reduzir custos em implantações de várias nuvens, já que a infraestrutura de TI agora abrange data centers, vários provedores de nuvem pública, bem como recursos de computação de ponta.

ZDNet