in

IBM e Open Mainframe Project treinam codificadores COBOL

As agências estatais estão lutando para encontrar engenheiros da COBOL que trabalham ativamente, que podem atualizar seus sistemas de benefícios de desemprego para levar em consideração novos parâmetros para a elegibilidade ao desemprego.

O desemprego provocado pela pandemia do coronavírus se alastra por todos os países. Especialmente nos Estados Unidos, maior economia do mundo, este tem sido um drama para milhares, senão milhões, de famílias. Pensando nisso, a IBM e o Open Mainframe Project resolveram inovar (?) e treinam codificadores COBOL. É isso mesmo:  a icônica linguagem de programação que existe desde 1959 ainda pode servir como fonte de renda para muita gente.

Mesmo prestes a fazer 60 anos, a linguagem de programação COBOL, uma abreviação de Common Business-Oriented Language – é considerada a primeira linguagem verdadeiramente interoperável. Além disso, ela serviu de base para a maioria dos aplicativos de serviços bancários e financeiros, inclusive dentro de agências governamentais.

IBM e Open Mainframe Project treinam codificadores COBOL

Apesar de sua idade, o COBOL é confiável e ainda é amplamente utilizado. Existem cerca de 220 bilhões de linhas de COBOL ainda em uso hoje. A IBM, uma das organizações fundadoras do COBOL, continua a oferecer mainframes compatíveis com ela.

O problema com o COBOL agora é que existem poucos programadores com habilidades para manter aplicativos COBOL herdados. Especificamente, as agências estatais estão sofrendo para encontrar engenheiros da COBOL. Assim, este pode ser um grande mercado nos dias atuais com desemprego em alta.

Para resolver essa lacuna com a falta de especialistas, o Open Mainframe Project da IBM e a Linux Foundation  lançaram um novo programa para ajudar a conectar governos com programadores que possuem habilidades de linguagem COBOL. Eles são considerados fundamentais para gerenciar o crescente número de reivindicações de seguro desempregono Estados Unidos.

Os programas incluem o seguinte:

IBM e Open Mainframe Project treinam codificadores COBOL

  • Chamando todos os COBOL Programmers Forum:  um novo fórum no qual desenvolvedores e programadores que gostariam de se voluntariar ou estão disponíveis para contratação podem postar seus perfis e credenciais. Isso é aberto a quem procura emprego, veteranos qualificados aposentados, estudantes que concluíram com sucesso os cursos COBOL ou profissionais que desejam se voluntariar.
  • Fórum Técnico COBOL: um novo recurso para ser monitorado ativamente por programadores experientes da COBOL, fornecendo consultoria e conhecimento gratuitos. Essa ferramenta permitirá que todos os níveis de programadores gerenciem problemas, aprendam novas técnicas e acelerem as soluções necessárias à medida que os programadores alteram o código crítico.
  • Treinamento COBOL de código aberto: um novo curso de código aberto desenvolvido para ensinar COBOL a iniciantes e atualizar profissionais experientes. A IBM fez parceria com clientes e universidades para desenvolver este curso, que está disponível gratuitamente.

Vimos que os clientes precisam melhorar seus sistemas para lidar com o aumento da demanda e a IBM tem trabalhado ativamente com os clientes para gerenciar esses aplicativos, disse Meredith Stowell, vice-presidente do IBM Z Ecosystem.

Há também alguns estados que precisam de habilidades adicionais de programação para fazer alterações no COBOL. Essas alterações no código são necessárias para levar em conta os novos parâmetros de elegibilidade ao pagamento do desemprego, em um prazo muito curto. Estamos trabalhando estreitamente. com esses clientes para responder às suas necessidades e se mobilizar para encontrar soluções para os desafios que enfrentam.

ZDNet