in

Índia está oferecendo 130 mil dólares para a criação de um clone criptografado do Zoom

Dadas as preocupações de segurança que inundam o aplicativo, o governo gostaria de usar uma plataforma mais segura.

Índia proíbe o Mi Browser Pro da Xiaomi e outros aplicativos chineses
A campanha da Índia contra aplicativos chineses ainda não terminou, já que o governo proibiu mais uma vez o Mi Browser Pro da Xiaomi e outros aplicativos chineses. Imagem: Nishant Vyas | Pexels.

Embora o governo da Índia não tenha proibido explicitamente a plataforma Zoom, agora está interessado em criar seu próprio aplicativo de videoconferência. O país lançou um programa para empresas de tecnologia indianas criarem uma solução de videoconferência criptografada que funcione em todas as plataformas. O governo da Índia quer um clone criptografado do Zoom.

Índia está oferecendo 130 mil dólares para a criação de um clone criptografado do Zoom

O governo pediu às empresas que se registrassem no projeto até 30 de abril. No final de três fases do programa, uma equipe receberá US$ 130.255 para desenvolver o aplicativo.

Os requisitos do aplicativo incluem suporte para baixa conectividade de rede e dispositivos simples, legendas multilíngues e chamadas criptografadas.

Índia está oferecendo 130 mil dólares para a criação de um clone criptografado do Zoom
Imagem: Reprodução | The Next Web.

No início desta semana, o site News18 informou que o país pediu a todos os ministros que usassem um aplicativo de conferência desenvolvido pelo National Informatics Center (NIC).

A medida pode ajudar a Índia a economizar bastante dinheiro. De acordo com um artigo do Economic Times sobre vagas de emprego no governo, somente o governo central tem uma força de 3,8 milhões de postos.

Isso é uma tonelada de reuniões. O Zoom cobra US$ 1.999 por mês por um plano corporativo que suporte 100 hosts. Assim, o governo talvez acabasse pagando à Zoom US$ 130.000 por menos de quatro meses de serviço.

No entanto, com o novo aplicativo, o governo deseja disponibilizar uma plataforma disponível em todos os dispositivos.

Após o surto de coronavírus, vários tribunais da Índia mudaram para a videoconferência — especialmente usando o Zoom. Até o ministro da defesa do país, Rajnath Singh, foi visto usando o Zoom para uma reunião interna. Mas, dadas as preocupações de segurança que inundam o aplicativo, o governo gostaria de usar uma plataforma mais segura.

Fonte: The Next Web

Leia mais:

500.000 contas do Zoom foram vendidas na Dark Web!

As melhores alternativas ao Zoom

Milhares de credenciais do Zoom estão disponíveis em um fórum da Dark Web

Escrito por Leonardo Santana

Profissional da área de manutenção e redes, astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.