in

Índia forçará WhatsApp e Facebook a rastrear criadores de conteúdo inadequado

Se as empresas de mídia social se recusarem a cumprir as novas regras, elas poderão enfrentar legalidades e acabar pagando pesadas multas.

Índia forçará WhatsApp e Facebook a rastrear criadores de conteúdo inadequado
Imagem: Reprodução | Fossbytes.

Conforme relatado pelo site TechCrunch, na Índia, os aplicativos de mensagens instantâneas (como o Whatsapp do Facebook) e as entidades de mídia social serão forçados a rastrear e compartilhar detalhes de um usuário que postou conteúdo inapropriado ou criou threads de mensagens suspeitas.

O governo indiano submeterá as novas mudanças nas leis em questão ao Supremo Tribunal até o final de janeiro.

Assim, as empresas de mídia social terão que rastrear um segmento de conteúdo ou mensagem e identificar a pessoa que o iniciou.

Índia ataca Whatsapp e Facebook ao pedi-los para rastrear conteúdo

O rascunho que contém diretrizes intermediárias diz que as agências de execução serão obrigadas a apresentar uma ordem judicial antes de tentar fazer qualquer solicitação ou rastrear a origem do conteúdo.

Se as empresas de mídia social se recusarem a cumprir as novas regras, elas poderão enfrentar legalidades e acabar pagando pesadas multas.

As diretrizes intermediárias afirmam que uma empresa de mídia social específica terá 72 horas para rastrear a origem de um encadeamento ou conteúdo da mensagem após receber a reclamação. Além disso, as diretrizes sugerem que aplicativos de mensagens instantâneas e empresas de mídia social criem novas ferramentas tecnológicas para desativar ou remover ativamente o acesso público a qualquer tipo de conteúdo inapropriado.

Índia forçará WhatsApp e Facebook a rastrear criadores de conteúdo inadequado
Os funcionários do WhatsApp disseram que compreendem claramente os requisitos do governo indiano. Todavia, a privacidade dos usuários é sua maior prioridade. Imagem: Reprodução | The Next Web.

WhatsApp comenta o caso

Os funcionários do WhatsApp disseram que compreendem claramente os requisitos do governo indiano. Todavia, a privacidade dos usuários é sua maior prioridade.

O aplicativo de mensagens instantâneas de propriedade do Facebook disse que tentaria seguir os regulamentos criados pelo governo indiano da melhor maneira possível. Por outro lado, a empresa não quer colocar em risco a privacidade de seus usuários.

Fonte: Fossbytes

Leia também:

A invasão do WhatsApp de Jeff Bezos é um lembrete de como todos podem ser hackeados

Escrito por Leonardo Santana

Profissional da área de manutenção e redes, astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.

China envergonha publicamente os usuários de pijamas usando reconhecimento facial

China envergonha publicamente os usuários de pijamas usando reconhecimento facial

KDE Plasma 5.18.4 LTS traz mais de 40 correções

KDE Plasma 5.18 tem novo wallpaper padrão