in

Como instalar o Linux Kernel 5.1 no Ubuntu, Debian, Fedora, CentOS, Linux Mint e derivados!

Se você quer ter a versão mais recente do Linux Kernel instalada, então chegou a hora!

como-instalar-linux-kernel-5-1-ubuntu-debian-linux-mint-fedora-centos-rhel

O Linux Kernel 5.1 foi lançado em 06/05/2019, pela equipe do Linus Torvads. Nesta versão algumas melhorias merecem destaque, ferramenta perf, rede aprimorada, SCSI, GPU e drivers, atualização em arquiteturas x86, ARM, RISC-V e C-SKY, bem como correções nos sistemas de arquivos Btrfs e CIFS. Nesta dica, saiba como instalar o Linux Kernel 5.1 no Ubuntu, Debian, Linux Mint, Fedora, CentOS, RHEL e derivados. E o melhor, neste processo de instalação, o Linux Kernel será otimizado para o seu processador.

Além dos drivers mais recentes, ajustes de desempenho e tecnologias para deixar a inicialização do sistema mais rápida. No entanto, vale ressaltar que este processo de instalação manual do Linux Kernel 5.1 pode requerer a reinstalação de drivers proprietários como Nvidia ou AMD.

Se você utiliza placas Intel, saiba que o Linux Kernel 5.1 contém os drivers mais recentes, mas lembre-se também que drivers com mais de 15 anos foram removidos. Ressaltamos que o código disponibilizado é de inteira responsabilidade da equipe de desenvolvedora.

Nós do SempreUpdate apenas orientamos a instalação. Como vamos baixar o código e depois gerar os arquivos .deb, isso demora um pouco, então seja paciente!

As principais novidades do Linux Kernel 5.1

  • Intel Fastboot por padrão e muitas outras mudanças de driver/gráficos DRM;
  • O kernel está retirando o suporte A.out;
  • Melhorias de LivePatching em torno de patches cumulativos/suporte à substituição atômica;
  • Novas placas ARM e SoCs são suportados incluindo o Bitmain SoCs, suporte principal para o Raspberry Pi 3 Model A + e muitos outros hardwares;
  • Suporte Intel HDCP 2.2;
  • O novo driver de kernel acelerador Goya da Habana Labs é bastante interessante;
  • Mais suporte de hardware touchscreen através de adições em muitos drivers;
  • Suporte Wacom Pro Pen Slim, juntamente com outros gráficos que melhoram performance do tablet;

Quer mais informações? Fizemos um artigo onde abordamos as principais novidades do Linux Kernel 5.1.

Instalando o Linux Kernel 5.1 no Ubuntu, Debian, Linux Mint, Fedora, CentOS, RHEL e derivados

Agora, abra o Terminal em sua distribuição, se estiver usando Ubuntu ou derivados, execute o atalho no teclado Ctrl + ALT + T, em seguida cole os comandos abaixo com o sudo. Se estiver usando o Debian, lembre-se de utilizar o Root, caso não tenha o sudo habilitado.

Para Debian, Ubuntu e derivados:

sudo apt-get install libncurses-dev build-essential libssl-dev grub2 bc linux-headers-`uname -r` bison dkms flex gcc cpp g++ libncurses5-dev make

Baixando o Linux Kernel 5.1 e realização extração

Agora, vamos entrar no diretório temporário, é nele que vamos baixar o arquivos que vamos utilizar:

cd ~/Downloads

Vamos fazer o download do pacote do Linux Kernel 5.1:

wget -c https://cdn.kernel.org/pub/linux/kernel/v5.x/linux-5.1.tar.xz

Agora, prosseguindo, vamos extrair o conteúdo do código fonte do Linux Kernel 5.1:

xz -v -d linux-5.1.tar.xz

Depois:

tar xvf linux-5.1.tar

Configurando os módulos e recursos do Linux Kernel 5.1

Essa etapa é muito importante, no entanto, quem for principiante no Linux pode ter alguma dificuldade nesta etapa, mas vamos em frente. Vamos copiar o nosso arquivo de configuração já existente:

cd linux-5.1
sudo cp /boot/config-$(uname -r) .config

Feito! Agora que já temos tudo copiado, a possibilidade de qualquer erro é menor. Vamos então executar o comando make config.

Vamos ao processo de configuração do Linux Kernel 5.1 com base nas configurações atuais:

sudo make menuconfig

Nesta tela, clique em “Save” e depois em “exit”. Caso tenha conhecimento sobre o assunto, você pode nesta tela ajustar o Linux Kernel da forma que desejar, do contrário, deixe que as configurações que salvamos anteriormente sejam mantidas.

Como compilar e instalar o Linux Kernel 5.1

Agora, vamos para o processo de compilação e instalação do Linux Kernel 5.1, perceba que em alguns momento, você deve prestar atenção no seu sistema, pois há comandos para Ubuntu, Debian, Linux Mint e outros comandos para Fedora, CentOS e Red Hat, fique atento:

Para compilar:

make -j $(nproc)

Instalar os módulos do Linux Kernel 5.1:

sudo make modules_install

Por fim, o comando para instalação do Linux Kernel 5.1:

sudo make install

Agora, atualizei o grub de acordo com a sua distribuição!

Para Ubuntu, Debian, Linux Mint e derivados

Para concluir a instalação do Linux Kernel 5.1 no Ubuntu, Debian, Linux Mint e suas variações, execute o comando abaixo:

sudo update-initramfs -c -k 5.1.0
sudo update-grub

Para Fedora, CentOS, RHEL, Oracle

Para concluir a instalação do Linux Kernel 5.1 no Fedora, CentOS, RHEL, Oracle e suas variações, execute o comando abaixo:

sudo grub2-mkconfig -o /boot/grub2/grub.cfg
sudo grubby --set-default /boot/vmlinuz-5.1.0

Reinicie o sistema para aplicar as alterações

Pronto! Neste artigo vimos como instalar o Linux Kernel 5.1 no Ubuntu, Debian, Linux Mint, Fedora, CentOS, RHEL e derivados. Agora, para que a atualização entre em vigor, é necessário reiniciar o sistema, você pode fazer via terminal ou se preferir utilizar o seu ambiente gráfico:

Para reiniciar via Terminal, execute:

sudo reboot

Após a reinicialização consulte as informações do sistema, ela deve ser algo parecido com as saídas abaixo:

uname -a

Você verá algo como a tela abaixo:

como-instalar-linux-kernel-5.1-ubuntu-debian-linux-mint-fedora-centos-rhel

Pronto! Tudo foi instalado como deveria! Espero ter ajudado! E lembre-se de instalar nos drivers mais recentes para Nvidia ou AMD. Caso você esteja utilizando hardwares que precisam somente dos drives Intel, você não precisa fazer mais nada, apenas reinicie o computador e o Linux Kernel 5.1 já está pronto para uso!

Written by Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.

google-anuncia-importante-atualizacao-de-design-do-android

Google anuncia atualização do Android Auto

Curso Linux

#1 – Administração de Sistemas Linux – Conceitos