in

Como instalar o ScummVM no Ubuntu, Fedora, Debian, CentOS e openSUSE!

Consiga instalar jogos de apontar e clicar com o ScummVM!

instalar-o-scummvm-no-ubuntu-fedora-debian-centos-e-opensuse

ScummVM é um aplicativo que permite executar alguns jogos gráficos tidos como clássicos, especialmente aqueles de apontar e clicar. Assim, o aplicativo promete que vai conseguir fazer alguns jogos serem executados em sistemas, para os quais nunca foram projetados. Hoje, saiba como instalar o ScummVM no Ubuntu, Fedora, Debian, CentOS e openSUSE, utilizando pacote Snap.

Em resumo, o ScummVM irá substituir as executáveis fornecidas pelo jogo, permitindo que você consiga executá-los, mesmo sem os jogos terem sido projetados originalmente para aquele sistema.

Jogos que podem ser executados de maneira excelente com o ScummVM:

  • Passport to Adventure
  • The Secret of Monkey Island
  • Monkey Island 2: LeChuck’s Revenge
  • Indiana Jones and the Fate of Atlantis
  • Day of the Tentacle
  • Sam & Max Hit the Road
  • Simon the Sorcerer 1
  • Simon the Sorcerer 2
  • The Feeble Files

Você também pode ver a lista completa de todos os jogos dados como excelentes, bons e até com erros e ficar por dentro se a solução vai funcionar para você. Há uma página exclusiva onde é exibido todos os jogos compatíveis com o ScummVM.

Neste tutorial: Saiba como instalar o ScummVM no Ubuntu, Fedora, Debian, CentOS e openSUSE!

Instalando o ScummVM no Ubuntu e derivados!

Para instalar o ScummVM no Ubuntu 19.04, Ubuntu 18.04, Ubuntu 18.10, Ubuntu 16.04 ou superior, execute o comando abaixo:

sudo snap install scummvm

Instalando o ScummVM no Fedora e derivados!

Para instalar o ScummVM no Fedora, execute os comandos abaixo. Lembrando que caso você já tenha o suporte ao Snap habilitado no Fedora, pule para o passo 3, o de instalação do pacote:

Passo 1 – Instalar o Snapd:

sudo dnf install snapd

Após executar o comando acima, lembre-se encerrar a sessão ou reiniciar o computador! Em seguida, vamos criar um link simbólico para ativar o suporte ao Snap clássico:

Passo 2 – Criar link simbólico:

sudo ln -s /var/lib/snapd/snap /snap

E agora, vamos executar o comando para instalar o ScummVM no Fedora ou derivados:

Passo 3 – Instalar o pacote de software:

sudo snap install scummvm

Instalando o ScummVM no Debian e derivados!

Para instalar o ScummVM no Debian, execute os comandos abaixo. Caso você já tenha  Snap ativado e habilitado no seu Debian, pule para o passo 2, que seria da instalação:

Passo 1 – Atualizar os repositório e instalar o Snapd:

apt update
apt install snapd

E agora, vamos executar o comando para instalar o ScummVM no Debian ou derivados. Observe que o comando abaixo está com o sudo, caso você não o tenha habilitado, remova o sudo e instalar usando o ROOT mesmo:

Passo 2 – Instalação do Software:

sudo snap install scummvm

Instalando o ScummVM no CentOS e derivados!

Para instalar o ScummVM no CentOS, execute os comandos abaixo. Vamos utilizar o repositório EPEL. Caso você já tenha o repositório adicionado pule para o passo 2.

Nota:Vale lembrar que uma vez que você adicione o  repositório e habilite o suporte ao Snap no CentOS, você não precisará mais fazer isso sempre que for instalar um pacote Snap.

Passo 1 – Adicionar o repositório de software EPEL ao CentOS:

sudo yum install epel-release

Passo 2 – Instalar o pacote responsável pela compatibilidade com pacotes Snap. Caso você já tenha o suporte habilitado no CentOS para o Snap, pule para o passo 5, o de instalação do Software:

sudo yum install snapd

Passo 3 – Habilitar o serviço no sistema:

sudo systemctl enable --now snapd.socket

Passo 4 – Ativar o suporte ao Snap clássico vamos criar um link simbólico:

sudo ln -s /var/lib/snapd/snap /snap

Passo 5 – Agora, vamos executar o comando para instalar o ScummVM no CentOS ou derivados:

sudo snap install scummvm

Instalando o ScummVM no openSUSE e derivados!

Para instalar o ScummVM no openSUSE, execute os comandos abaixo. Vamos utilizar um repositório. Caso você já tenha o suporte ao Snap instalado e habilitado no openSUSE, pule para o passo 5:

Passo 1 – Adicionar repositório:

Para openSUSE 15.0:

sudo zypper addrepo --refresh https://download.opensuse.org/repositories/system:/snappy/openSUSE_Leap_15.0 snappy

Para openSUSE 15.1:

sudo zypper addrepo --refresh https://download.opensuse.org/repositories/system:/snappy/openSUSE_Leap_15.1 snappy

Para openSUSE Tumbleweed:

sudo zypper addrepo --refresh https://download.opensuse.org/repositories/system:/snappy/openSUSE_Leap_15.0 snappy

Nota: Caso você esteja utilizando uma versão diferente das propostas no momento da escrita deste artigo, basta trocar o final do link pela versão correspondente!

Passo 2 – Agora, vamos importar a chave do repositório e em seguida atualizar a nossa fonte de softwares:

sudo zypper --gpg-auto-import-keys refresh
sudo zypper dup --from snappy

Passo 3 – Vamos instalar o Snapd, e em seguida você precisa reiniciar a máquina para poder continuar:

sudo zypper install snapd

Passo 4 – Agora que você reiniciou a sua máquina, vamos habilitar e iniciar o serviço do Snap, a partir de agora, sempre que você precisar instalar um pacote Snap, basta ir direto para o comando de instalação:

sudo systemctl enable snapd
sudo systemctl start snapd

Caso você esteja usando a versão Tumbleweed, execute o comando abaixo:

sudo systemctl enable snapd.apparmor
sudo systemctl start snapd.apparmor

Passo 5 – E por fim, execute o comando de instalação do ScummVM:

sudo snap install scummvm

É isso, esperamos ter ajudado você a instalar o ScummVMno Linux!

Escrito por Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.

instalar-o-smart-file-renamer-no-ubuntu-fedora-debian-centos-e-opensuse-renomear-arquivos-pasta-em-lote-linux

Como instalar o Smart File Renamer no Ubuntu, Fedora, Debian, CentOS e openSUSE! Renomear arquivos ou pastas em lote no Linux!

Stadia do Google analisará os limites de dados dos clientes

Stadia do Google analisará os limites de dados dos clientes