in

Intel anuncia chip de controle criogênico FinFET de 22nm

O chip “Horse Ridge” será usado para pesquisa quântica.

Intel anuncia chip de controle criogênico FinFET de 22nm
Stefano Pellerano, principal engineer at Intel Labs, holds Horse Ridge. The new cryogenic control chip will speed development of full-stack quantum computing systems, marking a milestone in the development of a commercially viable quantum computer. (Credit: Walden Kirsch/Intel Corporation)

A Intel Labs anunciou a chegada do novo chip “Horse Ridge”. Este é um chip de controle criogênico para permitir mais desenvolvimento e testes em sistemas de computação quântica completa. Portanto, a Intel anuncia chip de controle criogênico FinFET de 22nm que será usado para pesquisa quântica.

O Horse Ridge permitirá o controle de vários bits quânticos (qubits) e definirá um caminho claro para dimensionar sistemas maiores – um marco importante no caminho para a praticidade quântica. Desenvolvido em conjunto com os colaboradores de pesquisa da Intel na QuTech, uma parceria entre a TU Delft e a TNO (Organização Holandesa de Pesquisa Científica Aplicada), o Horse Ridge é fabricado com a tecnologia FinFET de 22nm da Intel. A fabricação interna desses chips de controle na Intel acelerará drasticamente a capacidade da empresa de projetar, testar e otimizar um computador quântico comercialmente viável.

Intel anuncia chip de controle criogênico FinFET de 22nm

Os pesquisadores da Intel desenvolveram Horse Ridge com uma parceria TU Delft e TNO e é um chip de controle FinFET de 22 nm para ser usado em pesquisas de computação quântica.

O chip de controle Horse Ridge é descrito como

uma solução elegante que permitirá à empresa controlar vários qubits e definir um caminho claro para escalar sistemas futuros para contagens maiores de qubit – um marco importante no caminho da praticidade quântica … Com Horse Ridge, a Intel simplifica radicalmente os eletrônicos de controle necessários para operar um sistema quântico. A substituição desses instrumentos volumosos por um SoC (sistema em chip) altamente integrado simplificará o design do sistema e permitirá técnicas sofisticadas de processamento de sinal para acelerar o tempo de configuração, melhorar o desempenho de qubit e permitir que o sistema dimensione com eficiência para contagens de qubit maiores.

Mais detalhes sobre essa interessante pesquisa sobre computação quântica via Intel.com.

Fonte: Phoronix

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Canonical pede ajuda para melhorar o Ubuntu

Canonical pede ajuda para melhorar o Ubuntu

Canonical lança Multipass 1.0

Multipass 0.9 da Canonical é lançado