in

Kernel Linux limpa nomes de CPUs Intel com proliferação de diferentes núcleos

Veja esta e outras mudanças que são palicadas no Kernel.

Kaiji, um novo malware para Linux

O Kernel Linux limpa nomes de CPUs Intel com proliferação de diferentes núcleos. Isto é decorrente de discussões recentes sobre a capacitação da Intel para o SoC Lightning Mountain da Intel. Ele foi, assim, caracterizado como um “AIRMONT_NP” para um “processador de rede”, embora não esteja limitado a casos de uso de rede. Dessa forma, o kernel Linux está passando por uma limpeza de seus diferentes nomes de CPU da Intel.

Dentro das definições de macros e similares, os nomes das CPUs/núcleos da Intel estão sendo limpos para acompanhar melhor a convenção de nomenclatura da INTEL seguida pela família, micro-arquitetura e possíveis diferenciações baseadas em segmentos de mercado.

Assim, o Kernel Linux limpa nomes de CPUs Intel com proliferação de diferentes núcleo. São vários patches diferentes, os nomes estão sendo removidos para evitar confusão, incluindo:

  • Soltando “_CORE” e “_DESKTOP” dos identificadores, já que eles não têm muito valor e já não são usados ??uniformemente;
  • Em vez de postar algumas partes com “_L”, “_ULT” ou “_MOBILE” para denotar processadores móveis, “_L” para laptop está sendo usado para marcar todos os processadores móveis;
  • Para CPUs com “big core graphics” eles carregaram marcações de “_G” e “_GT3E” para os gráficos GT3e, enquanto agora eles usarão apenas um postfix “_G”.
  • A nomeação do micro-servidor terminou em “_XEON_D” ou “_X” enquanto agora será “_D”.

Estas são mudanças apenas sobre o código de suporte Intel do kernel Linux e não qualquer mudança da Intel em seu alinhamento de produto ou branding, mas devem ajudar aqueles que estão passando pelo código do kernel mais recente, às vezes sendo confundidos pelas diferentes strings. Essas mudanças e outras estão em x86/cpu à frente da janela de mesclagem do Linux 5.4.

Linux 5.3 aplica mudanças em CPUs/APUs AMD mais antigas

Pouco antes do lançamento do kernel Linux 5.3-rc6, uma mudança foi puxada para a base de código que desativa a publicidade do suporte da RdRand em CPUs/APUs mais antigas da AMD.

A mudança puxada para a atual árvore Linux 5.3 (ao contrário de ser adiada até o Linux 5.4) está escondendo o suporte da RdRand nos processadores AMD Bulldozer e Jaguar. RdRand é a instrução para retornar números aleatórios da CPU para o que começou como uma extensão da Intel. 

A instrução RdRand continuará a funcionar nos processadores AMD afetados, se encontrada, mas o bit de ID da CPU está sendo limpo, de modo que não será anunciado para o software verificar a presença desse bit. Isso está sendo feito, uma vez que os processadores AMD pré-Zen tendem a ter problemas com o suporte de instrução RdRand após ciclos de suspensão/retomada de várias placas-mãe.

No currículo, muitas implementações de BIOS não estão executando as etapas adequadas para garantir o suporte de RdRand. Ambas estão evidentemente difundidas o suficiente para que a AMD ache necessário desativar o suporte por padrão. Infelizmente, não há como consultar adequadamente se o RdRand está se comportando bem no hardware da AMD. Portanto, para esses sistemas mais antigos, é mais sensato simplesmente desabilitar por padrão.

O problema em si é conhecido há mais de 5 anos, onde o RdRand pode efetivamente retornar -1, porém está sendo tratado pela árvore estável do Linux como uma solução alternativa do kernel.

Kernel Linux limpa nomes de CPUs Intel com proliferação de diferentes núcleos

Para sistemas conhecidos por estarem em bom estado ou não verem atividade de suspensão/retomada, o parâmetro do kernel rdrand = force substituirá essa alteração padrão.

Assim, a mudança é mainlined para o Linux 5.3 e pode acabar sendo redirecionada também para as séries estáveis ??existentes.

Fonte Phoronix

O que você achou disso:?

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Wine e Wine-Staging 5.5 lançados

Wine 4.0.2 lançado com 66 correções de bugs

Huawei pode trocar o Android por um sistema operacional russo

Huawei pode trocar o Android por um sistema operacional russo