in

Lenovo não consegue vender computadores com Fedora devido a problemas de estoque

Pandemia de coronavírus prejudicou o estoque de peças para fabricação dos dispositivos.

Lenovo não consegue vender computadores com Fedora devido a problemas de estoque

A Lenovo anunciou nesta semana que está lançando computadores de vários modelos rodando o Ubuntu. No entanto, a empresa também fabrica outros modelos com Fedora. Porém, neste caso, está enfrentando sérios problemas de estoque. Simplesmente não há notebooks (Thinkpad) Lenovo com Fedora em estoque suficiente na web. A discussão foi levantada pelo próprio Senior Linux Developer da Lenovo Mark Pearson. Ele enviou um e-mail à comunidade de desenvolvedores admitindo o problema. Mark começa dizendo que:

Só queria deixar uma nota para a comunidade, pois tenho certeza que você está se perguntando onde o P1G2 e o P53 estão com as vendas pela web. Tem sido frustrante a experiência e temos trabalhado questão após questão por semanas.

Segundo Mark, um dos principais problemas em relação às vendas pela web é a falta de estoque. Segundo ele, o problema afeta também os modelos que rodam Windows, não sendo algo específico do Linux.

A Covid (ao mesmo tempo que adiciona atrasos ao todo projeto) atingiu nossas cadeias de abastecimento e embora eu não entenda todos os detalhes, o resumo é que não temos componentes suficientes para colocar os sistemas na web.

Lenovo não consegue vender computadores com Fedora devido a problemas de estoque

Lenovo não consegue vender computadores com Fedora devido a problemas de estoque
Lenovo ThinkPad P53

Ele explica que a pandemia reduziu os estoques de material para produção de novos computadores. Não há perspectiva de solução no curto prazo. Assim, as vendas pela web desses modelos sumiram.

Acreditamos que podemos fazer com que os sistemas possam ser solicitados por telefone a linha de suporte por telefone – lá eles são capazes de identificar exatamente quais componentes estão disponíveis e construir o sistema com o Linux como opção. Mas não é o mesmo que tê-los online e imediatamente disponível como tínhamos planejado e desejado, o que é extremamente decepcionante.

Minhas sinceras e completas desculpas à comunidade. Do meu ponto de ver isso é uma m%[email protected], pois muito trabalho e esforço foram feitos para termos essas plataformas prontas. Embora eu tenha aprendido muito sobre o processo da Lenovo para o plataformas futuras, a lição principal (que, em retrospectiva, deveria ter sido óbvio) é que tentar lançar algo novo no final de sua ciclo de vida é uma má ideia … Eu só queria que alguém tivesse me dito isso em Fevereiro.

Lenovo não consegue vender computadores com Fedora devido a problemas de estoque
TinkPad Lenovo P1G2

Mark diz que novos modelos estão sendo testados e devem começar a fabricação em breve. Segundo ele, a prioridade está em modelos como P1G3 e o P15 (sucessor do P53) feito com o Fedora. “Tenho usado o P1G3 com a pré-visualização do Fedora 33 e parece bom. Eu não posso dar uma data ainda, mas estamos nos movendo o mais rápido que podemos com eles”, diz Mark.

Segundo ele, a Lenovo já trabalha para disponibilizar os novos modelos para venda no mundo todo por meio do site oficial. Ele finaliza a mensagem pedindo desculpas pelo problema e dizendo que a próxima rodada será mais tranquila.

Lenovo terá laptops com Fedora

Lenovo lança novos laptops com Ubuntu