in

Lubuntu muda foco do projeto e surpreende comunidade

Projeto Lubuntu demonstra preocupação sobre o futuro do projeto e hardware antigo!

Lubuntu muda foco do projeto

O Lubuntu vai permanecer focado em ser um sistema leve e que exija poucos recursos, no entanto, não terá mais foco em hardware antigo. A informação foi divulgada pelo projeto já no finalzinho de julho e pegou muita gente de surpresa. O Lubuntu como todos sabem, mudou para o LXQt e ao mesmo tempo, o projeto resolveu dar uma parecer sobre os nortes que o projeto vai tomar a partir de agora.

Criar uma distribuição Linux especificamente destinada a hardware antigo está começando a se tornar um desafio. Com o passar do tempo, a definição de “máquinas antigas” vem mudando. Em um dado momento, nossa regra prática era dar suporte a máquinas de dez anos de idade. Se você olhar para os computadores que foram lançados há dez anos, por exemplo, um computador com o processador AMD Phenom X3, você vai notar que os computadores, mais ou menos, dois gigabytes de RAM e dois núcleos de processador, e eram também de 64.

-Blog Lubuntu

O motivo é justo, e anda dando burburinhos na internet. Na verdade o Lubuntu nunca teve foco em computadores de 32 bits, mas há alguns anos atrás a regra de 10 anos de hardware, abraçava essas máquinas bem limitadas, hoje não, agora os hardwares com 10 anos (2008) já possuem suporte a 64 bits e um número considerável de memória RAM, então se aplica à regra do projeto.

Além disso, no post oficial do Lubuntu os desenvolvedores definiram cinco objetivos principais:

  • O Lubuntu utilizará tecnologias e programas modernos baseados em Qt para dar ao usuário uma “experiência” funcional e modular.
  • O Lubuntu deve continuar sendo uma distribuição transparente e aberta, mantendo a comunidade informada sobre os desenvolvimentos.
  • O projeto Lubuntu quer criar e manter a documentação completa que acompanha o sistema operacional. Esta documentação destina-se a orientar os novatos e especialistas para aproveitar todo o potencial do Lubuntu e envolvê-los em desenvolvimento adicional.
  • O Lubuntu continuará sendo leve, mas os usuários terão a oportunidade de aproveitar componentes maiores e mais ricos em recursos.
  • Lubuntu deve ter a capacidade de ser usado em qualquer idioma do mundo. Os auxiliares também devem poder traduzir facilmente todos os componentes do sistema operacional.

Os desenvolvedores explicitamente apontam que o Lubuntu continuará a ser um sistema enxuto. Apenas o foco principal que mudou. Se você quer ler todo o post no Blog do Lubuntu, você pode fazer isso através do botão abaixo.

Post do Blog Lubuntu

Escrito por Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.

Mikrotik

MikroTik: Criptojacking Atinge 200.000 Roteadores

Como instalar o Remarkable no Ubuntu, Linux Mint e derivados

Como instalar o Remarkable no Ubuntu, Linux Mint e derivados