in

Mais um capítulo da saga: WhatsApp e novas políticas de privacidade

Governo Indiano pede que o WhatsApp retire nova política de privacidade do país

consequencias-caso-voce-nao-aceite-os-novos-termos-do-whatsapp
Imagem: Vivo Tech

O WhatsApp tem sido criticado por impor sua nova política de privacidade para o Facebook. Ou os usuários aceitavam os novos termos, ou teriam que deixar a plataforma. O incêndio foi tão grande, que a empresa se viu obrigada a atrasar o prazo de implementação. Inclusive, porque perdia muitos usuários para o Telegram e o Signal.

Agora, o WhatsApp ainda está tendo que lidar com um novo “golpe”. Em uma carta escrita por um ministério do governo indiano, pede ao WhatsApp que retire a nova política de privacidade por completo.

mais-um-capitulo-da-saga-whatsapp-e-novas-politicas-de-privacidade
Imagem: Psafe

A Nova Política de Privacidade do WhatsApp

A nova política foi anunciada há algumas semanas e afirmava que certos dados seriam compartilhados com o Facebook. Além disso, o aplicativo também definiu um prazo, agora estendido, que exigiria que os usuários concordassem com os novos termos de serviço, caso pretendessem continuar usando o aplicativo.

Em resposta, o Ministério de Eletrônica e Tecnologia da Informação (MEITY) da Índia escreveu para o CEO do WhatsApp, Will Cathcart, solicitando a retirada das alterações propostas à política de privacidade para usuários no país.

A carta inclui vários pontos contundentes, um dos quais questiona o tratamento diferenciado da União Europeia, onde a política de privacidade permanece inalterada. O que realmente abre, no mínimo, uma discussão do assunto, não só na Índia, mas em outros países também.

O governo busca esclarecimentos sobre que tipo de dados o WhatsApp coleta e levanta preocupações sobre como o compartilhamento de dados com o Facebook pode criar riscos de segurança e vulnerabilidades para os usuários. Até porque o WhatsApp não deixa claro quais dados seriam compartilhados.

Com mais de 400 milhões de usuários, a Índia representa o maior mercado para o WhatsApp. Isso, junto com o fato de que desempenha um papel estratégico no investimento de US $ 5,7 bilhões (R$ 30,3 bilhões, aproximadamente, na cotação de hoje) feito pelo Facebook na maior empresa de telecomunicações da Índia, significa que este desenvolvimento pode ter ramificações significativas para os planos da empresa.

Assim, aguardemos os novos capítulos dessa saga do WhatsApp e suas novas políticas de privacidade.

Com informações de: Android Police

Escrito por Jardeson Márcio

Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Atualmente é professor substituto na mesma Instituição e assessora a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Meio Ambiente de sua cidade.
Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias.
Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.

como-instalar-o-nino-um-velocimetro-de-internet-no-ubuntu-linux-mint-fedora-debian

Como instalar o Nino, um velocímetro de internet, no Ubuntu, Linux Mint, Fedora, Debian

ALERTA CIBERATAQUE: Check Point descobre em tempo real ciberataque contra Linux para infectar computadores e roubar informações