in

MapSCII, um mapa interativo de todo o mundo em seu terminal Windows, Linux ou macOS

Divirta-se com um mapa para terminal.

MapSCII, um mapa interativo de todo o mundo em seu terminal Windows, Linux ou macOS

Como falamos aqui, o Google Maps recebe uma grande atualização com mapas mais detalhados e coloridos do que nunca. No entanto, há quem nos chame a atenção algo muito menos útil, muito mais geek, mas igualmente mágico: mapas em ASCII no terminal. Isso é possível graças a este pequeno projeto de código aberto chamado MapSCII. Portanto, conheça o MapSCII, um mapa interativo de todo o mundo e que pode ser usado em seu terminal no Windows, Linux ou macOS.

Ele nos mostra que o ASCII está mais vivo do que nunca. MapSCII é baseado em node.js e o que ele faz é converter blocos de vetores do OpenStreetMap para Braille.  E então, depois disso, renderizá-los como ASCII em qualquer terminal compatível com xterm.

MapSCII, um mapa interativo de todo o mundo em seu terminal Windows, Linux ou macOS

MapSCII: um mapa interativo de todo o mundo em seu terminal Windows, Linux ou macOS

O último é importante porque você pode usar o protocolo Telnet para acessar MapSCII de qualquer terminal. Isso pode ser feito desde que seja compatível com xterm. Basicamente, qualquer console no Linux funcionará. Basta abrir o terminal e digitar:

telnet mapscii.me

No macOS é quase o mesmo comando. Isso porque a maioria dos terminais também são compatíveis. No entanto, no Windows, nem o prompt de comando, nem o novo terminal do Windows 10 funcionam. Então, você precisará instalar algo como o Putty ou o kitty fork.

Mapscii

Portanto, você só precisa brincar com os mapas. Você pode usar as teclas de seta para mover. Da mesma forma, pode pressionar a ou z para aumentar e diminuir o zoom. Você pode pressionar c para alterar o modo de caractere.

Dependendo do terminal que você usa, é possível usar o mesmo ponteiro do mouse para se mover pelo mapa e fazer zoom. Funciona muito bem. Se você é um fã de mapas, encontrará algo divertido. Você pode ver uma demonstração neste link.